“Erro da equipe”, diz Flávio Bolsonaro sobre passagens para Fernando de Noronha

 

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) viajou para Fernando de Noronha com passagens pagas pelo Senado e, após a repercussão negativa na mídia, citou "erro" de sua equipe. 

O uso de dinheiro da chamada cota parlamentar para comprar passagens aéreas só é permitido quando o deslocamento é a trabalho. Mas, a agenda do senador não informa nenhum compromisso nestes dias que coincidem com a presença dele na ilha.

Por meio de nota, o senador explicou que houve um "engano" de sua equipe ao pedir reembolso ao Senado de passagens aéreas para passar o feriado em Fernando de Noronha.

"O Gabinete do Senador Flávio Bolsonaro informa que houve um equívoco da equipe que emitiu as passagens para Fernando de Noronha. As passagens foram pagas pelo próprio senador, mas a equipe, por engano, pediu reembolso. Ele já fez a solicitação para cancelar o reembolso e para também cancelar os pedidos de diárias", diz a nota enviada pela assessoria dele. 

No site do Senado, há o registro de compra das passagens para Flávio no valor de R$ 1.620,66 ida e volta. O senador teria embarcado de Brasília para Recife na noite de quarta-feira (28), e de Recife para Fernando de Noronha na manhã seguinte. A previsão de volta de viagem é na próxima terça-feira (3).

O senador está hospedado numa pousada, que, segundo o site, tem diárias a partir de R$ 1.617.

Postar um comentário

0 Comentários

×