Breaking News

Santos tem jogador expulso e é eliminado pela Ponte Preta

Enquanto o Corinthians conseguiu a classificação , o Santos sofreu a sua terceira virada nas suas últimas quatro partidas e foi eliminado do Campeonato Paulista nas quartas de final. O Peixe perdeu por 3 a 1 contra a Ponte Preta, na Vila Belmiro e ficou pelo caminho na competição estadual.

Por sua vez, a Macaca, que até a paralisação do Paulistão, por conta da pandemia do novo coronavírus, era a lanterna da competição, vence a sua terceira partida consecutiva e não só fugiu do rebaixamento e se classificou para as quartas de final, como garantiu uma vaga entre os quatro melhores time do estado.

O time campineiro enfrenta o Palmeiras na próxima fase. Enquanto isso, o Santos só volta a campo daqui a duas semanas, quando estreia no Campeonato Brasileiro, no dia 9 de agosto, contra o Red Bull Bragantino, pela primeira rodada da competição, na Vila Belmiro.

Era pra ser o jogo de Marinho...

Enquanto esteve em campo, Marinho foi um dos principais jogadores do Santos. No início de jogo, o Peixe concentrou as suas jogadas pelo lado direito, em boas tramas entre o camisa 11 e Carlos Sánchez. Logos aos seis minutos do primeiro tempo, o “mini-míssil” se posicionou bem, no segundo pau, e aproveitou uma das jogadas características do Alvinegro Praino este ano, com Soteldo encarando a marcação “mano a mano” pelo lado esquerdo e cruzando no segundo pau. Marinho estava livre para abrir o placar.

Excesso de faltas

Após sofrer o gol, a Ponte Preta não deixou o Santos jogar. O time de Campinas abusou de cometer faltas, caçando principalmente os principais jogadores do Peixe. Aos 21 minutos do primeiro tempo, Marinho revidou uma falta sofrida minutos antes e levou o cartão amarelo. Aos 43 minutos da etapa inicial, o atacante deixou o braço no rosto do adversário e foi expulso. Foi a quarta expulsão do Alvinegro Praiano nos últimos quatro jogos, sendo a terceira dentro dos 45 minutos iniciais.

Bola área defensiva problemática

O Santos que já vinha sofrendo constantes gols de bolas aéreas nas últimas sete partidas, sofreu o empate em mais um lance do tipo. Logo aos quatro minutos do segundo tempo, Bruno Rodrigues aproveitou uma bola cruzada em escanteio pela esquerda e escorada no meio da área para o segundo pau, tocando de cabeça entre as pernas do goleiro Vladimir.

Falhas de Vladimir

O goleiro que já havia falhado no gol de empate da Ponte foi fundamental para a virada da equipe de Campinas. O lado direito defensivo do Santos não fechou o chute de Bruno Rodrigues na entrada da área e o camisa 1 do Peixe espalmou pra frente, onde Moisés apareceu livre para completar para o fundo da rede.

Entrega emocional do Santos

A expulsão de Marinho no fim do primeiro tempo e o gol de empate pontepretano no início do segundo destruiu o Santos emocionalmente. Antes da virada já era visível os zagueiros Lucas Veríssimo e Luan Peres armando o jogo no meio de campo. Após o segundo gol da Macaca, a marcação santista afrouxou e o time ficou perdido em campo, sem padrão algum.

Arbitragem ruim

Desde a saída de campo no primeiro tempo, os jogadores do Peixe já reclamavam bastante do árbitro Salim Fende Chaves. A falta de pulso do dono do apito, principalmente nas faltas mais duras e fora de lance da Ponte Preta, irritaram muito os santistas e corroboraram com a fragilidade emocional do Alvinegro Praiano na partida.

Postar um comentário

0 Comentários

×