Descoberto o possível animal transmissor do novo coronavírus


Um novo estudo feito por pesquisadores americanos encontrou uma relação de 96,2% entre o novo coronavírus (Sars-CoV-2) e um grupo de vírus que afeta o morcego-ferradura (Rhinolophus mehelyi).
Os pesquisadores acreditam que o novo coronavírus, causador da doença covid-19, seja derivado do vírus desse animal.
De acordo com o estudo, que foi publicado na revista científica Science, 30% dos 781 vírus da mesma família do Sars-CoV-2 ainda não tinham sido estudados e não tinham registros na literatura científica.
“Em nossa análise filogenética, que inclui todos os coronavírus de morcegos conhecidos da China, descobrimos que o Sars CoV-2 é provavelmente derivado de um grupo de vírus originários de morcegos-ferradura (Rhinolophus spp.). A localização geográfica parece ser a província de Wuhan”, escrevem os pesquisadores, que, em 2013, publicaram um estudo na revista Nature a respeito do risco de coronavírus de morcegos afetarem humanos.

Outros estudos já apontavam que o novo coronavírus é resultado de uma evolução natural, e não um vírus criado em laboratório.
O novo coronavírus causa a covid-19, que tem como principais sintomas a febre, a tosse e a dificuldade de respirar. O vírus se propagou pelo mundo todo fazendo a Organização Mundial da Saúde declarar a covid-19 como uma pandemia. No Brasil, o novo coronavírus contagiou mais de 600 mil pessoas e matou mais de 30 mil.

Postar um comentário

0 Comentários

×