Brasil tem manifestações em várias cidades


O domingo (7) foi marcado no Brasil por manifestações de rua pró e contra o governo Bolsonaro em diversas capitais. Elas acontecem contrariando as orientações de isolamento social recomendado por diversos estados e pela Organização Mundial de Saúde (OMS). 

Em São Paulo, ocorreram manifestações tanto a favor do presidente , na avenida Paulista como contra Bolsonaro, a favor da democracia e antirracista . Ambas contrariam o isolamento social. Segundo o Ministério da Saúde, apenas no sábado (6), 216 mortes por Covid-19 e 5.984 casos foram registrados em 24 horas. 

Veja outras capitais.

Brasília

Na manhã deste domingo (7), manifestantes contra o racismo, o fascismo, a favor da democracia e críticos do governo federal protestaram na capital do País. A manifestação teve início em torno de 9h e depois percorreu a Esplanada dos Ministérios.
Ao chegar à praça em frente o Congresso Nacional , o grupo encontrou um cordão de isolamento formado por policiais militares. Eles separavam os manifestantes de outro protesto mas a favor do governo de Jair Bolsonaro.
No primeiro grupo, as pessoas usavam máscaras e distribuíam álcool em gel. Elas defendiam a democracia e o Sistema Único de Saúde (SUS). Eles também carragem cartazes com os dizeres "Vidas negas importam".

O Distrito Federal registrou 1.642 novos casos e 6 óbitos no último sábado (6).

Fortaleza

Na capital do Ceará, 12 pessoas foram detidas durante a manifestação pró democracia na tarde deste domingo. A tensão ocorreu por volta de 16h30 e entre os detidos estava o jornalista e ativista Ari Areia (Psol). As pessoas detidas já foram liberadas pela polícia local.
A Polícia Militar tentou manter a manifestação em uma praça do bairro de Aldeota, mas algumas pessoas tentaram furar o bloqueio da polícia militar. Advogados presentes negociaram a liberação dos detidos.
Segundo a última divulgação do Ministério da Saúde, no Ceará, 75 pessoas morreram de Covid-19 e 1.980 novos casos foram registrados em 24 horas.

Rio de Janeiro

Na capital carioca também ocorreram manifestações dos dois grupos. O estado do Rio de Janeiro registrou 166 mortes e 1.467 novos casos em 24 horas de acordo com a última divulgação do governo.
No centro da cidade, na parte da tarde deste domingo (7), um protesto contra o racismo  ocorreu. Os manifestantes caminharam do monumento de Zumbi dos Palmares até a Candelária .
Torcidas de futebol antifascistas participaram. Os manifestantes, que usavam máscaras para evitar o contágio da Covid-19 , lembravam casos como a morte do menino João Pedro e  de Marielle Franco.

Postar um comentário

0 Comentários

×