Breaking News

"Cara de pau", Bolsonaro diz que só deixa a Presidência em 1º de janeiro de 2027


O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo (10.mai.2020) que ficará no cargo até janeiro de 2027. A declaração foi dada na entrada do Palácio da Alvorada. A data citada pelo mandatário refere-se ao final de 1 possível 2º mandato a ser conquistado nas eleições de 2022.
No portão da residência oficial da Presidência, Bolsonaro encontrou-se com apoiadores. Um homem que estava presente questionou o presidente sobre a possibilidade de 1 processo de impeachment.

Maioria rejeita impeachment

Levantamento divulgado em 28 de abril pelo Paraná Pesquisas indica que há mais brasileiros contrários (51,9%) do que a favor (42,9%) da abertura de 1 processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Outros 5,2% não souberam ou não responderam à pesquisa, realizada de 24 a 27 de abril.
Como também indicou estudo do Datafolha divulgado 1 dia antes, o estrato da população que é mais favorável à deposição de Bolsonaro do cargo é observado entre os mais jovens, de 16 a 24 anos. Nesse grupo, 51,1% apoiam o impeachment.
Já o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso afirmou que o impeachment do presidente Jair Bolsonaro é o último recurso que deve ser usado. Ressaltou que a única maneira de lidar com uma decepção política seria via eleição democrática.
O Tribunal não é adversário do governo. Em uma democracia sempre existem tensões entre os poderes e isso não representa uma crise institucional”, afirmou Barroso em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

Postar um comentário

0 Comentários

×