Bolsonaro diz que empenho para achatar curva foi “inútil”


Sem apresentar um estudo científico, Jair Bolsonaro tenta construir uma narrativa para sustentar a sua tese contra o isolamento ao afirmar nesta quinta-feira (30) que “todo o empenho” para achatar a curva de infectados por coronavírus “foi inútil”.
"Eu já disse, 70% da população vai ser infectada [pelo novo coronavírus]. Pelo que parece, todo empenho para achatar a curva [de crescimento dos casos] foi inútil”, disse Bolsonaro em sua live semanal nas redes sociais. Ele ainda afirma que o desemprego é um “efeito colateral” de todo esse “empenho inútil”.
“Agora, qual a consequência disso, o efeito colateral disso? Desemprego. O povo quer trabalhar. Todo mundo sabe que quanto mais jovem, menos problema tem de ter uma consequência danosa em sendo infectado pelo vírus. Pessoa abaixo de 40 anos, com alguma outra comorbidade, em torno de 0,2% apenas que o fim é trágico”, acrescentou ele, voltando a defender que 70% da população será infectada pelo vírus.O isolamento social é defendido por autoridades sanitárias do mundo inteiro, incluindo a OMS (Organização Mundial da Saúde), como medida para reduzir a velocidade do contágio e, assim, evitar que pessoas com sintomas graves da doença não tenham atendimento médico por conta da superlotação das unidades de pronto-atendimento. O distanciamento social se provou eficaz em países como China, Itália e Espanha.
Balanço do Ministério da Saúde mostram que o Brasil tem 435 novas mortes e 7.218 novos casos do novo coronavírus. No total, o país tem 5.901 óbitos por coronavírus, além de 85.380 casos confirmados.


Postar um comentário

0 Comentários

×