SP, RJ, DF, CE e AM podem ter descontrole de casos de covid-19


Os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Amazonas e o Distrito Federal podem entrar no que o Ministério da Saúde classifica de “aceleração descontrolada” no número de diagnósticos de covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.
De acordo com reportagem do jornal A Folha de S. Paulo deste sábado (4.abr.2020), a informação consta em 1 boletim que será publicado esta tarde pela pasta.
São 4 fases da epidemia considerada pelo ministério: localizada, aceleração descontrolada, desaceleração e controle.
O Brasil –de acordo com o último dado publicado– tem uma incidência média de 4,3 casos de covid-19 a cada 100 mil habitantes. O Distrito Federal tem quase o triplo: 13,2.

Eis a taxa de incidência de cada unidade federativa:



A recomendação do ministério é que os Estados mantenham medidas de isolamento social até que o sistema de saúde seja abastecido de leitos e EPIs (equipamentos de proteção individual).
Outro ponto a ser melhorado é a capacidade de testar a população. Segundo o boletim, atualmente os laboratórios podem processar 6.700 testes por dia. A taxa precisa aumentar para de 30 mil a 50 mil para atender à demanda no momento mais grave da crise.
O ministério acrescenta que “apesar de alguns medicamentos serem considerados promissores, como a cloroquina associada à azitromicina, ainda não há evidência robusta de que essa metodologia possa ser ampliada para a população em geral”.
A cloroquina só era administrada a pacientes críticos de covid-19. Na última 5ª feira (2.abr), o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, comunicou que a pasta pretende expandir o tratamento para casos graves.
Até essa 6ª feira (3.abr), o Brasil já tinha mais de 9.000 infectados pelo novo coronavírus e 1 total de 359 mortes. O número diário de novos diagnósticos, por enquanto, se mantém abaixo dos 33% projetados pelo ministério.


Postar um comentário

0 Comentários

×