Breaking News

Oposição inicia pressão para que Ramagem não assuma a PF


O PDT entrou com mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a posse de Alexandre Ramagem na direção-geral da Polícia Federal. O partido alega, entre outros pontos, ligação do delegado com integrantes da família do presidente Jair Bolsonaro.
“Acrescente-se a isso a ligação intestina do litisconsorte com a prole da autoridade coatora, amplamente veiculada pela imprensa, inclusive com fotografia na intimidade de rendez-vous, reconhecida pelo presidente, coloquialmente, com o desprezo da expressão ‘E daí?’”
Para o partido, a indicação de Ramagem representa abuso de poder por parte de Bolsonaro com o objetivo de controlar a atuação da Polícia Federal. “Que é contrária ao interesse público, finalidade diversa da competência para prover o cargo de diretor-geral”, mostra trecho do mandado.
No mandado, o PDT cita declarações do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro de que Bolsonaro teria tentado interferir na Polícia Federal. E relaciona pedido de instauração de inquérito feito pela PGR ao Supremo para investigar as citações feitas por Moro na última coletiva à frente do ministério.

Defesa de Eduardo

Ontem, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) publicou, no Twitter, defesa de Ramagem. “Os que desqualificam o delegado para comandar a PF acabam por desrespeitar a ABIN. Ou será que o comando da ABIN, cargo ocupado até o momento por Ramagem, é irrelevante?”

Postar um comentário

0 Comentários

×