Juiz dá 72 h para governo explicar demissão de Valeixo da PF

 
A Justiça do Distrito Federal estabeleceu um prazo de 72 horas para que o governo Jair Bolsonaro explique a nomeação do delegado Alexandre Ramagem para a direção geral da Polícia Federal (PF).
Ramagem assumiu o comando do órgão depois da demissão de Maurício Valeixo do cargo.
A exoneração de Valeixo foi o estopim para a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública.
O juiz de Brasília determinou que governo se manifeste antes de ele decidir se concede ou não liminar para derrubar a exoneração de Valeixo e a nomeação do ex-diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem.
A ação foi apresentada à Justiça do DF pelo deputado Aliel Machado (PSB-PR).
Apesar de estar sendo duramente criticado por opositores, o nome de Ramagem foi aprovado por sindicato dos policiais federais.
Em nota à imprensa, segundo o site Poder360, a Advocacia Geral da União (AGU) informou que “aguarda ser intimada desta decisão para apresentar sua manifestação no sentido da legalidade do ato”.

Postar um comentário

0 Comentários

×