Breaking News

Gerador de ozônio elimina 99,9% de coronavírus em ambientes


Um teste feito pelo laboratório da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em uma máquina da Wier apontou que o equipamento inativa 99,9% do vírus da covid-19 em ambientes fechados. O aparelho é um Gerador de Ozônio e faz a higienização e desodorização de ambientes, matando bactérias, fungos e vírus.
A empresa de Florianópolis encomendou, ao custo de cerca de 25 mil reais cada, três laudos da máquina chamada de OzPro ao Laboratório de Virologia Aplicada da universidade. O equipamento já era usado para higienizar quartos de hotéis, empresas, carros e até hospitais. Com o surto do novo coronavírus, o CEO da Wier, Bruno Cadorin, decidiu encomendar os testes aos pesquisadores e constatou que o aparelho serve também para eliminar o Sars-Cov-2 dos ambientes. 
“Combatemos a doença eliminando o vírus presente em ambientes e evitando que as pessoas sejam contaminadas. Nossa atuação é na prevenção, não no tratamento”, afirma Cadorin.
Na avaliação feita pela UFSC, o ozônio foi eficiente em 99,9% das amostras dos dois tipos existentes de vírus: envelopados e não envelopados. Ou seja, que possuem ou não um envelope lipídico de proteção. Sob efeito do ozônio, o novo coronavírus, que se enquadra na classificação como envelopado, foi inativado.
Na prática, o aparelho que é do tamanho de uma caixa de sapatos e foi desenvolvido pela Wier capta o ar ambiente e transforma o oxigênio em ozônio. “A aplicação é simples, o equipamento é compacto, de uso intuitivo e usa a tecnologia de plasma frio. Outro lado positivo é ser sustentável e ambientalmente correto”, afirma Cadorin.
Mas é preciso ter cuidado, o ozônio é uma substância que pode trazer complicações para o ser humano se usado diretamente. Após o uso para a higienização do ambiente é preciso esperar um tempo até entrar no local. Além disso, também é necessário que quem vai fazer a aplicação utilize os equipamentos de segurança e não tenha contato com o gás.

Vendas da Wier

Por ser uma fábrica, o foco de vendas da Wier são negócios como hotéis, lojas de carros, hospitais e consultórios, mas a empresa também vende no varejo. O Gerador de Ozônio está disponível em duas opções, para uso doméstico, ao custo de 1.790 reais, e para uso comercial, por 4.490 reais. A diferença entre as duas versões do equipamento é relacionada à potência e tempo útil de vida.
Segundo o CEO, a confirmação da eficácia do Gerador de Ozônio contra o coronavírus teve reflexo imediato nas vendas da empresa. “A procura aumentou muito desde que fizemos o laudo. Essa alta vem principalmente de concessionárias e redes de hotéis, mas também do público doméstico”.
A Wier duplicou a produção para dar conta da demanda nos últimos meses. Um dos pedidos vem do próprio governo de Santa Catarina, que tem comprado o equipamento com tecnologia de ozônio para uso pelo Corpo de Bombeiros local.
A empresa catarinense registrou um crescimento de 70% no ano de 2019 em comparação com 2018. Segundo Cadorin, o crescimento alcançado nos primeiros três meses deste ano já representa metade do avanço em todo o ano passado. Em meio à crise financeira sofrida pelas grandes e pequenas empresa por causa dos reflexos do coronavírus, a perspectiva é de que a Wier continue avançando nos negócios e tenha bons resultados até o fim do ano.

Postar um comentário

0 Comentários

×