Doria critica protestos contra isolamento social em São Paulo


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), usou o Twitter para criticar protestos contra o isolamento social em São Paulo. “Neste sábado, São Paulo chegou a 991 mortos e a doença já atingiu 225 cidades do nosso Estado. No mesmo dia, algumas manifestações a favor do coronavírus surgiram como ato de sabotar o trabalho de profissionais de saúde, que continuam lutando para salvar vidas”, escreveu.
O governador se refere a buzinaços que foram ouvidos em algumas partes da cidade de São Paulo. A carreata passou pelo bairro Jardins, e pelas avenidas Rebouças e Paulista.
De acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo, os manifestantes vestidos de verde e amarelo gritavam “Fora, Doria”. Ainda segundo o jornal, a carreata foi organizada pelo Movimento Conservador e Avança Brasil. Está prevista nova manifestação no domingo, dessa vez promovida pelo movimento Nas Ruas que vai pedir a saída de Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados – que tem discordado com o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro sobre isolamento social.
O estado de São Paulo registra quase mil mortos pelo novo coronavírus e 13.894 casos confirmados da doença, de acordo com informações do Ministério da Saúde. Com isso, a letalidade do estado é de 7,1%. No Brasil, a média é de 6,4%. O país registra 2.352 mortes e há 36.599 pessoas infectadas.
Na sexta-feira, o governador anunciou ampliação da quarentena até 10 de maio. De acordo com o secretário de Saúde, José Henrique Germann, há ao menos 1.500 profissionais da saúde afastados por conta da doença.

Postar um comentário

0 Comentários

×