Celso de Mello envia à PGR pedido para apreender celular de Zambelli


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, autorizou, nesta segunda-feira (27), a abertura de um inquérito para apurar as acusações do ex-ministro Sergio Moro contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.
Em sua decisão, o magistrado remeteu ao procurador-geral da República, Augusto Aras, um pedido feito pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para apreensão do celular da deputada Carla Zambelli (PSL-SP).
O objetivo da medida seria coletar toda a conversa que a parlamentar manteve com Moro sobre a troca de comando na Polícia Federal (PF).
Na última semana, após pedir demissão, Moro enviou print de uma conversa com Zambelli à emissora Rede Globo.
No diálogo, a deputada pedia que ele aceitasse a saída de Maurício Valeixo do cargo de diretor-geral da PF em troca de ajuda na indicação à vaga no STF.
Ainda nesta segunda, Zambelli usou as redes sociais para dizer que seu aparelho estava à disposição das autoridades.
“Não tenho nada a esconder dos homens e mulheres da lei. Será que o próprio senador [Randolfe Rodrigues] teria a coragem de abrir sua vida dessa forma?”, indagou Zambelli, como noticiou ao ZippNotícias.

Postar um comentário

0 Comentários

×