Universidades públicas e privadas suspendem aulas por novo coronavírus


Ao menos 4 instituições de ensino superior decidiram, até as 18h desta 5ª feira (12.mar.2020), suspender as aulas por causa do surto de covid-19 no Brasil. São elas: a UnB (Universidade de Brasília), a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), o Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa) e a ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing).
A orientação é de que as atividades acadêmicas sejam feitas de casa. A Unicamp foi a 1ª a decretar a medida e a UnB seguiu o posicionamento do Governo do Distrito Federal, que havia suspendido aulas em escolas e universidades, públicas e privadas.
Eis os prazos de validade das suspensões:
  • UnB: até 2ª feira (16.mar);
  • Unicamp: até 29 de março;
  • Insper: até 6ª (13.mar.2020);
  • ESPM: até 20 de março.
A PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) confirmou 2 casos da doença, mas as atividades continuam normalmente. A UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) determinou quarentena para alunos e professores que tenham viajado ao exterior. O mesmo procedimento foi definido pela Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo).
Até as 16h20 desta 5ª feira (12.mar.2020), o Ministério da Saúde havia confirmado 77 diagnósticos de covid-19 no Brasil. Outros 1.422 casos estão sob investigação.
×