Breaking News

Samsung paralisa produção em fábrica no Brasil devido ao coronavírus


A Samsung paralisou as atividade de sua fábrica em Manaus, no Amazonas, devido à pandemia de covid-19. Em São Paulo, o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas cobrou nesta 3ª feira (24.mar.2020) que a empresa também paralise a produção e a paralisação e dê férias ou licença remunerada aos funcionários.
A Samsung informou que os funcionários de Manaus estão dispensados do trabalho até 29 de março. Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), Valdemir Santan, são cerca de 7 mil funcionários, diretos e terceirizados, fora da linha de produção da Samsung em Manaus.
Caso a fábrica de Campinas também pare, serão mais 2 mil postos vagos nas fábricas da empresa. A assessoria da Samsung não confirmou quantos funcionários foram dispensados até o momento.
Em nota, a empresa sul-coreana reafirmou o compromisso com seus colaboradores e disse seguir as recomendações das autoridades de saúde. “A Samsung reforça que segue todas as diretrizes de prevenção da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde do país e de outras autoridades locais. Também enfatiza que está comprometida em garantir o bem-estar de seus funcionários,” disse.
De acordo com a Abinee (Associação Brasileira de Eletroeletrônicos), o Brasil tem hoje cerca de 230 mil pessoas trabalhando no setor de eletroeletrônicos.
Uma pesquisa da associação divulgada ainda no início da crise do coronavírus, em 7 de fevereiro, apontou risco de paralisação das fábricas do setor de eletroeletrônicos caso as importações de componentes eletrônicos da China não retomassem. O motivo seria a falta de insumos eletrônicos para a fabricação das peças.
A associação disse não ter medidas trabalhistas específicas para o setor –cabe a cada empresa decidir o que fazer com seus colaboradores.

Postar um comentário

0 Comentários