Ministro da Saúde prevê boom de casos de coronavírus em 10 dias


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou, nesta sexta-feira (20), que a curva de transmissão da nova variante de coronavírus no Brasil só deve apresentar “queda profunda” em setembro.
A declaração foi proferida por Mandetta durante videoconferência do presidente da República, Jair Bolsonaro, com empresários brasileiros.
O ministro explicou:
“A gente imagina que ela vai pegar velocidade e subir nas próximas semanas, 10 dias. A gente deve entrar em abril e iniciar a subida rápida, isso vai durar os meses de abril, maio, junho, quando ela vai começar a ter uma tendência de desaceleração. O mês de julho deve começar o platô. Em agosto o platô vai começar a mostrar tendência de queda e aí a queda em setembro é profunda, tal qual a de março na China.”
Mandetta enfatizou que a partir do final de abril nosso sistema de saúde brasileiro entra em colapso:
“Temos um sistema de saúde presente. Conseguimos amenizar o atendimento, temos um tempo para ganhar. Temos aí 30 dias para que a gente resista razoavelmente bem, com muitos casos, dependendo da dinâmica da sociedade. Mas claramente em final de abril nosso sistema entra em colapso.”
Ele completou:
“O que é um colapso? Às vezes as pessoas confundem colapso com sistemas caóticos, críticos, onde você vê aquelas cenas, pessoas nas macas. O colapso é quando você pode ter o dinheiro, pode ter o plano de saúde, pode ter a ordem judicial, mas simplesmente não há o sistema para você entrar.”

Postar um comentário

0 Comentários

×