Breaking News

Madri é declarada zona de risco de covid-19

 

O instituto de saúde alemão Robert Koch (RKI) ampliou neste sábado (14.mar.2020) as zonas internacionais de risco do novo coronavírus, com a inclusão da capital da Espanha, Madri, e do Estado do Tirol, na Áustria.
Ambos foram classificados como áreas em que “pode-se concluir que haja uma transmissão continuada do vírus de pessoa a pessoa”. Demais zonas de risco oficiais são Itália e Irã, a região francesa de Grande Leste (englobando a Alsácia, Lorena e Champanha-Ardenas) e províncias da China e Coreia do Sul.
Na Itália, aumenta o número dos jogadores da Série A, a liga nacional de futebol, cujos testes de coronavírus foram positivos. Depois de Daniele Rugani, de 28 anos, do Juventus, na 4ª feira, foi confirmado que quatro profissionais do Sampdoria de Gênova estão infectados; assim como dois do ES Troyes, da segunda liga francesa. Luca Kilian, do SC Paderborn, é o primeiro caso do vírus na Bundesliga da Alemanha.
Devido aos efeitos da crise do coronavírus no tráfego aéreo internacional, a companhia holandesa KLM vai cortar até 2 mil vagas de trabalho: como numerosos voos tiveram que ser cancelados, é inevitável reduzir as jornadas, comunicou. Entre outros motivos, a KLM mencionou a proibição de ingresso de passageiros da Europa nos Estados Unidos, imposta por Washington.
Também a Swiss International, subsidiária da Lufthansa, reduziu significativamente sua oferta, tirando de circulação a metade de suas frotas de curtas e longas distâncias.
Na China, as autoridades registraram apenas 11 novos casos de covid-19. Segundo a Comissão Nacional de Saúde em Pequim, a maioria deles teria sido trazida do exterior: enquanto quatro dos pacientes são da cidade de Wuhan, os demais sete vieram de outros países.

×