Breaking News

Trump pede US$ 2,5 bilhões para combater coronavírus nos EUA

 

O presidente norte-americano Donald Trump pediu US$ 2,5 bilhões (R$ 11 bilhões) ao Congresso norte-americano para conter a dispersão do coronavírus no país. Em entrevista desta 4ª feira (26.fev.2020), o republicano afirmou a jornalistas que “é a 1ª vez que é criticado por pedir de menos. Se quiserem dar mais, vamos aceitar.”
Trump defendeu as restrições impostas nas fronteiras dos EUA como uma das razões pelo número baixo de infectados no país. Atualmente, são 15 pessoas diagnosticadas com coronavírus nos EUA, que estariam “se recuperando muito bem”, de acordo com o presidente. Ele explicou que o número não inclui norte-americanos repatriados aos Estados Unidos.
O país foi o 1º a proibir viagens para China e examina de maneira rigorosa passageiros vindos de áreas com registros da Covid-19, com a possibilidade de colocar pessoas em quarentena. Trump afirma que não irá recuar nas restrições.

O republicano minimizou o 1º caso de coronavírus no Brasil, afirmando que há países em situação pior. Mas assegurou que norte-americanos vindos de países infectados serão examinados com “muita atenção”.
A preocupação é maior porque o 1º caso do Brasil foi diagnosticado no país ao final do Carnaval, período do ano que muitos norte-americanos visitam o país.
Eis 1 resumo de outros assuntos abordados pelo presidente norte-americano:
  • Força-tarefa. O presidente anunciou que o vice, Mike Pence, chefiará a equipe responsável por coordenar nos esforços contra o coronavírus no país.
  • Queda nas Bolsas de Valores. Apesar de reconhecer o impacto do coronavírus no mercado financeiro, Trump disse que o mercado está preocupado com os debates dos Democratas. “Quando eu for reeleito, as ações vão subir como nunca”, afirmou.
  • Preparo dos EUA. O presidente americano citou 1 estudo para afirmar que o país é o mais bem preparado para lidar com emergências de doenças infecciosas. Disse haver planos de contingência para “o pior cenário“, mas que não deve chegar a tanto.
  • “É como uma gripe”. Trump minimizou a preocupação com o coronavírus, afirmando que “muitas vezes, é como uma gripe. Às vezes você nem percebe que tem 1 problema, às vezes você só espirra e às vezes você se sente muito mal”. Ele acrescentou que “eventualmente, teremos uma vacina para ela também”.