Oposição convoca atos contra Bolsonaro para 18 de março

 

Movimentos e partidos de oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro decidiram na tarde desta 5ª feira (27.fev.2020) convocar protestos por todo o país em defesa da democracia e contra manifestações consideradas autoritárias do presidente. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.
O tema do ato será “Ditadura Nunca Mais” e a ideia é concentrar as mobilizações no dia 18 de março –3 dias após manifestações de apoiadores do presidente, agendadas para o domingo de 15 de março.
O pedido de impeachment e a bandeira “fora Bolsonaro”, sugeridos por algumas lideranças, foram rejeitados pelos organizadores que dizem não haver, neste momento, clima político para defender o afastamento do presidente.
“Que tem motivos, tem. O Bolsonaro tem dado motivos todos os dias, mas a natureza do impeachment é política, tanto que quem julga é o Congresso, e não o Judiciário. Não podemos ser irresponsáveis”, disse ao Estadão o secretário de Comunicação do PT, Jilmar Tatto.
Segundo Tatto, o monitoramento das redes sociais feito pelo PT mostrou arrefecimento no ânimo dos partidários de Bolsonaro nos últimos dias.
Os grupos levarão o tema da defesa da democracia às manifestações pré-agendadas dos dias 8 (Dia Internacional da Mulher) e 14 (dia que marca 2 anos do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes), mas o foco será no dia 18, para quando já estavam previstos atos em defesa da educação e dos serviços públicos.
Ao Estadão, o candidato derrotado nas eleições de 2018 Guilherme Boulos (Psol) afirmou que a ideia é juntar duas pautas. “O mote vai ser ‘Ditadura Nunca Mais’ porque está cada vez mais claro que o Bolsonaro quer construir 1 caminho autoritário para o Brasil. Não aceita oposição, não aceita contraponto, não aceita imprensa.
Segundo ele, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu, em reunião com dirigentes na 4ª feira (26.fev), que o PT também vá para as ruas.

×