Flu e Fla se encaram visando final e com Pedro para esquentar a rivalidade

Pedro despontou para o futebol no Fluminense e, hoje, defende o rival Flamengo - Colagem de fotos de Lucas Merçon / Fluminense e Alexandre Vidal / Flamengo 


Fluminense e Flamengo se encontram hoje (12), às 20h30, pela semifinal da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, em um clássico que teve a rivalidade ainda mais apimentada por conta de um nome: Pedro, que despontou para o futebol nas Laranjeiras, mas hoje defende o time da Gávea. Se a torcida rubro-negra quer ver o jogador marcar contra o ex-clube, os tricolores quererem provar que o centroavante é página virada e que outras "crias de Xerém" dão conta do recado.
No anúncio oficial da contratação de Pedro, o Flamengo usou a hashtag "De volta pra casa", lembrando que o jogador tinha dado os primeiros passos no futebol no Rubro-Negro. A frase também foi uma cutucada no rival Fluminense, onde Pedro surgiu para o cenário nacional e rapidamente virou xodó da torcida, ocupando o espaço deixado por Fred, que está deixando o Cruzeiro. Até mesmo a música "O Pedro vai te pegar" ficou como herança.
O centroavante chegou a Xerém, onde funciona a base do Flu, em 2014, após ter sido dispensado do sub-15 do Fla. No Tricolor, se destacou, se profissionalizou e chegou a ser convocado para a seleção brasileira.
No meio do ano passado, quando ainda vestia a camisa tricolor, Pedro foi alvo da cobiça do Rubro-Negro. Porém, até por conta da rivalidade, a diretoria do Fluminense fez jogo duro e, prontamente, recusou a proposta.
"O Flamengo fez, no direito dele, a proposta pelo Pedro. Enviou uma proposta e nós de pronto informamos ao Flamengo que para qualquer rival nosso no futebol brasileiro a única possibilidade de o atleta sair seria pagando a multa integral prevista em contrato e desde que o atleta também queira. É uma questão da lei. A proposta não chegou nem perto disso e nós dissemos que não faríamos a operação", disse o presidente Mario Bittencourt, em entrevista coletiva concedida à época.
Pouco depois, ele foi negociado junto à Fiorentina, da Itália. Em vídeo de despedida publicado nas redes sociais, o atacante enalteceu a trajetória no Fluminense e o carinho que teve da torcida tricolor, inclusive, no período em que esteve lesionado.

Após alguns meses na Itália, o atacante voltou ao Brasil e, justamente, para o Flamengo. Em novo vídeo, desta vez para celebrar a chegada à Gávea, fotos de criança, dos tempos em que defendeu o Rubro-Negro.

Na apresentação, não escondeu que, caso faça gol, vai comemorar. A famosa reverência, marca registrada, porém, será voltada para o outro lado do Maracanã.
No Fluminense, após o bom começo no Estadual, a torcida quer mostrar que Pedro não fará falta diante da "fábrica" de Xerém. Atualmente, o setor ofensivo tem dois jovens criados no clube e que são a esperança de gols. Marcos Paulo terminou 2019 em alta e é tido como uma das joias do clube, além de Evanilson, atacante destaque na base e que renovou, recentemente, até o final de 2021.
Após lesão, a dupla estreou na temporada contra o Unión La Calera, do Chile, pela Sul-Americana, e já chamando a atenção de Odair Hellmann, que os elevou à condição de titular no clássico com o Botafogo, pelo Carioca.

"Trocas" recentes

Trocar um time pelo rival sempre causa consequências junto à torcida. Na longa história do Fla x Flu, há inúmeros exemplos de jogadores que já estiveram dos dois lados do clássico.
Mais recentemente, dois jogadores que tinham o carinho da torcida do Fluminense acabaram acertando com o rival Flamengo. O atacante Henrique Dourado, artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2017, pelo Fluminense, trocou as Laranjeiras pela Gávea no início de 2018. Considerado ídolo tricolor por conta da campanha do título do Brasileiro de 2010, o argentino Conca acertou com o Rubro-Negro no início de 2017.
Por outro lado, Renato Gaúcho, que fez história também no Flamengo, é um dos jogadores mais emblemáticos da história do Flu, após ter marcado um gol de barriga na final do Carioca de 1995. A jogada, inclusive, foi de Ailton, outro jogador criado na Gávea.
Em 2012, Flamengo e Fluminense fizeram um clássico fora das quatro linhas. Destaque na campanha do Tricolor na Libertadores de 2008, o meia Thiago Neves acertou com o Flamengo no começo de 2011, assinando por uma temporada. No início do ano seguinte, o Rubro-Negro buscava a permanência, mas o Tricolor ganhou a queda de braço e "repatriou" Thiago Neves.

FICHA TÉCNICA


FLUMINENSE x FLAMENGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 12 de fevereiro de 2020 (quarta-feira), às 20h30
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Michel Correia

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Luccas Claro, Digão e Egídio; Henrique, Yuri e Nenê; Wellington Silva, Marcos Paulo e Evanilson. Técnico: Odair Helmann.
FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Diego (Gerson), Everton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol (Pedro). Técnico: Jorge Jesus
×