Dudamel não é mais treinador do Atlético-MG

 

O técnico venezuelano Rafael Dudamel não é mais treinador do Atlético-MG, o clube confirmou a notícia na madrugada desta quinta-feira (27). A surpreendentemente eliminação nos pênaltis para o Afogados, de Pernambuco, em duelo válido pela Copa do Brasil 2020 foi a principal motivação para a decisão precoce da diretoria do Atlético. Além de Dudamel, o clube também confirmou a demissão do diretor de futebol Rui Costa e do gerente de futebol Marques Batista de Abreu.
Após 9 jogos no comando do time mineiro, Dudamel foi demitido com uma campanha de 4 vitórias, 3 vitórias e 2 derrotas, com a equipe anotando 11 gols e sofrendo 6 neste período. Além da eliminação na competição nacional, ele também não conseguiu avançar de fase na Copa Sul-Americana. Sem as duas competições no calendário, o time disputa agora o Campeonato Mineiro e o Campeonato Brasileiro em 2020.
Para o duelo do próximo domingo (01) contra o Boa Esporte pelo Campeonato Mineiro, o time será comandado por James Freitas e Lucas Gonçalves, ambos da comissão técnica fixa do Atlético-MG.

A CARREIRA DE DUDAMEL

Ex-jogador de futebol profissional, o venezuelano Rafael Dudamel atuou como goleiro entre 1988 e 2010, com passagens pelo futebol colombiano, Sul-Africano e da Argentina, além da seleção principal da Venezuela. Na função de treinador, ele iniciou em 2010 pelo Estudiantes de Mérida, equipe do seu país natal, onde também comandou o Deportivo Lara entre 2013 e 2015.
O principal destaque de Dudamel como treinador, porém, ocorreu nas seleções de base e principal da Venezuela. Dividindo a função de comandante no Sub-20 e no time de cima, ele liderou a vinho tinto entre 2016 e 2019 antes de se transferir para o futebol brasileiro e retomar a sua carreira como treinador de clubes. No galo, Dudamel teve a sua 1ª experiência fora da Venezuela como técnico profissional.
×