Chuva em São Paulo causa uma morte, alagamentos e desabamentos


A chuva intensa que atinge a cidade de São Paulo desde o início da madrugada desta 2ª feira (10.fev.2020) causou uma morte, além de alagamentos, desabamentos e mudanças no trânsito. A recomendação dos bombeiros é que as pessoas evitem sair de casa.

O rio Tietê chegou a transbordar, causando alagamentos –a Marginal Tietê foi totalmente interditada, na altura da ponte da Casa Verde, sentido Cebolão, por volta de 5h30. O rodízio de carros foi suspenso.
De acordo com informações atualizadas do Corpo de Bombeiros, de meia noite até  11h30min desta manhã, houve 546 solicitações de enchentes; 88 de desabamentos e desmoronamentos; e 97 de quedas de árvores.
O metrô opera normalmente, já duas linhas do trem do CTPM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) estão paralisadas.
A morte registrada foi de 1 homem de 33 anos, que desapareceu na enchente em São Bernardo do Campo. O corpo foi encontrado nesta manhã, às 6h30min.
Há registros de que trabalhadores de alguns setores foram liberados para trabalhar de casa, para seguir recomendação dos bombeiros. Apesar disso, há congestionamentos em toda a cidade, cerca de 89 km de lentidão.
×