Redes de Bolsonaro crescem 43% em 2019 e somam 731,4 milhões de interações

 

Relatório da consultoria Bites, mostra que o presidente Jair Bolsonaro foi o político com mais interações nas principais redes sociais e no YouTube em 2019. Postou 5.708 vezes e alcançou 731,4 milhões de reações, comentários e compartilhamentos. Uma postagem de Bolsonaro provoca, em média, 128.000 dessas chamadas “interações”.
Ao todo, a base digital de Bolsonaro cresceu 43% no ano passado (ganhou 9,9 milhões de “fãs”). Chegou ao dia 31 de dezembro com 32,8 milhões de seguidores.

A foto mais curtida no período foi uma das primeiras postagens de Bolsonaro no Instagram enquanto presidente. Ao tomar posse, em 1º de janeiro de 2019, publicou uma imagem ao lado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Estavam no tradicional Rolls-Royce da Presidência da República –carro utilizado desde a posse de Getúlio Vargas, em 1953. “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos! 🇧🇷”, escreveu na legenda.


A foto do presidente durante a posse, em 1º de janeiro, foi o post com mais interações: 3,3 milhões no Instagram Instagram @jairmessiasbolsonaro – 1º.jan.2019

Os filhos de Bolsonaro mais engajados na política se destacam no levantamento. O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), chamado de “03” pelo pai, obteve 132,6 milhões de interações na rede ao longo do ano. É o 2º congressista recordista no estudo (superado apenas por Joice Hasselmann, que somou 151,1 milhões de interações).
O senador Flavio Bolsonaro (sem partido-RJ), filho mais velho do presidente, fica em 8º lugar no levantamento, com 26,3 milhões de interações. O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), o “02”, teve 81,31 milhões.

Mudança de paradigma

De acordo com o levantamento, os congressistas e integrantes do Poder Executivo produziram, ao todo, 1,08 milhão de posts em suas contas nas redes sociais e alcançaram 2,25 bilhões de interações em 2019.
“Não há mais espaço para políticos analógicos”, analisou Manoel Fernandes, diretor da Bites. “Saber como utilizar a internet combinada com análise de dados é uma questão de sobrevivência para a classe política.”
Segundo Fernandes, a política nacional nunca esteve tão conectada como agora e depende cada dia mais da internet. A base de fãs e seguidores dos perfis dos deputados e senadores em 2019 saltou 41%. Saiu de 104,3 milhões em janeiro para 146,6 milhões no último dia do ano.
O ecossistema digital dos poderes Executivo e Legislativo produziram, em média, 3.008 posts por dia em seus perfis oficiais no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube. De acordo com a Bites, a reação da opinião pública digital reagiu de maneira expressiva. Esses posts diários receberam 6,2 milhões de interações, em média.

Congresso à direita

Todos os 5 congressistas recordistas em interações na rede estão à direita no espectro político. Desses, 4 são do PSL, partido ao qual Bolsonaro foi filiado a maior parte de 2019.

Joice e PSL lideram

Mesmo sob ataque de bolsonaristas, a base da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) dobrou em 2019 (+2,4 milhões de seguidores). Teve 151,1 milhões de interações. Os deputados do PSL somaram 550 milhões de interações, mais de 4 vezes o número de políticos do PT, que estão na 2ª posição do ranking.

Poder X Fama

Apesar de ocuparem os postos mais altos do Congresso, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), registraram desempenho pífio nas redes, cerca de 2 milhões de interações cada.
Eis os 5 deputados federais com mais interações no ano:
  • Joice Hasselmann (PSL-SP) – 151,1 milhões
  • Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) – 132,6 milhões
  • Carla Zambelli (PSL-SP) – 105,5 milhões
  • Kim Kataguiri (DEM-SP) – 62 milhões
  • Sargento Fahur (PSD-PR) – 52,6 milhões
E senadores:
  • Major Olimpio (PSL-SP) – 31,4 milhões
  • Alvaro Dias (Podemos-PR) – 30,4 milhões
  • Flavio Bolsonaro (sem partido-RJ) – 26,3 milhões
  • Humberto Costa (PT-PE) – 20,4 milhões
  • Jorge Kajuru (Cidadania-GO) – 18,4 milhões

Moro: o ministro mais eficiente

O ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) fez 730 postagens no Twitter em 2019. Teve 26 milhões de interações. Nenhum outro comandante de ministério foi mais eficiente.
O post líder em engajamento foi uma resposta ao ex-presidente Lula (PT). Após ser chamado de “canalha” pelo petista durante discurso no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, dia 9 de novembro, Moro afirmou que “algumas pessoas só merecem ser ignoradas”. O tweet rendeu 260 mil interações.

Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) teve mais interações que Moro no ano, 32,7 milhões, mas teve que postar 3.369 vezes para alcançar esse resultado.
Em 3º lugar está o ministro Abraham Weintraub (Educação), com 10,6 milhões de engajamentos. Em seguida aparecem Tarcísio Freitas (Infraestrutura), com 9,8 milhões; e Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), com 6,3 milhões.

Pontapé para 2022

O apresentador de TV Luciano Huck é o pré-candidato a presidente com a maior base de seguidores (46,7 milhões). Único a superar Bolsonaro, que registrou 33,2 milhões na 4ª feira (15.jan) (ganhou 400 mil seguidores nos primeiros 15 dias de 2020).
×