Breaking News

Odebrecht pagou R$ 240 mi para Marcelo por acordo

 

O novo presidente da Odebrecht, Ruy Sampaio, disse que a empresa pagou para Marcelo, herdeiro da companhia, R$240 milhões para que ele assinasse o acordo de delação premiada com o MPF (Ministério Público Federal). O empresário se beneficiou com a redução da pena ao fazer colaboração.
Segundo Sampaio, a empreiteira precisava de Marcelo porque, sem a delação dele, o MPF e o Departamento de Justiça dos EUA não fariam acordo de leniência da empresa nem aceitariam as delações de 77 executivos.
A declaração de Sampaio foi feita ao jornal Valor Econômico e divulgadas em reportagem nesta 6ª feira (20.dez.2019). “Foi uma chantagem o que ele [Marcelo] fez e continua fazendo com a empresa, em troca de dinheiro e poder”, disse Sampaio ao veículo.

O novo presidente da Odebrecht tomou posse na última 2ª feira (16.dez).
Marcelo firmou 1 acordo de delação premiada e deixou a prisão em dezembro de 2017 para cumprir o regime fechado domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica. Em setembro de 2019, conseguiu progressão para o semiaberto.
A multa paga por Marcelo Odebrecht no acordo foi R$ 73 milhões, cifra inferior ao que recebeu da empreiteira.

×