Header Ads

Desafio 27 Dias Para Secar

Breaking News

Segurança Presente inaugura sua segunda base em Nova Iguaçu

Segurança Presente inaugura sua  segunda base em Nova Iguaçu 

Depois de chegar ao Centro de Nova Iguaçu, o programa Segurança Presente chegou à periferia da cidade. Nesta quarta-feira (30), uma base do programa de segurança pública do Governo do Estado foi instalada no bairro de Austin. A cidade é a única da Baixada Fluminense, até agora, a receber o projeto. Em janeiro, a operação, que é uma parceria da Prefeitura de Nova Iguaçu e o governo estadual, chega a Miguel Couto. O prefeito Rogério Lisboa e o governador Wilson Witzel participaram da inauguração. Esta é a décima quinta unidade inaugurada do Segurança Presente, que é coordenado pela Secretaria de Governo e Relações Institucionais.

 

O prefeito Rogério Lisboa classificou o programa como uma “experiência muito exitosa” e comemorou a redução dos índices de criminalidade no Centro. “É um programa consolidado e muito bem planejado que certamente também terá sucesso muito grande em Austin”, disse Lisboa, garantindo que os outros bairros da cidade não ficarão desprotegidos. “O Segurança Presente não substitui a Segurança Pública estabelecida e operada pelo 20º BPM (Mesquita). A chegada do programa libera o efetivo de policiais do batalhão que operam nesta região para avançar para outros locais”, lembrou.
A nova unidade contará com 72 agentes fixos, entre policiais militares e agentes civis egressos das Forças Armadas e três assistentes sociais que farão atendimentos na base montada na praça de Austin. A Operação funcionará, diariamente, das 8h às 20h, e atuará nas principais ruas do bairro. A base será a décima quinta do programa. “O Segurança Presente é um exemplo de dignidade para o nosso povo”, disse o governador Wilson Witzel.
Alziro Xavier/PMNI
“Este programa demonstra a plena preocupação do Governo do Estado com a segurança pública, não apenas na capital, não apenas nos centros comerciais, mas também em locais na Baixada e Zona Oeste”, disse o secretário de Governo e Relações Institucionais, Cleiton Rodrigues.
De acordo com o major da Polícia Militar Rubens do Vale Lúcio da Silva, que está à frente da base do Segurança Presente no Centro de Nova Iguaçu, a atuação da tropa vai além do combate à violência. “Vamos ajudar no ordenamento urbano e segurança no trânsito, até mesmo porque isso facilita nosso trabalho. Atuaremos nos eixos principais de Austin, teremos seis trios de policiamento a pé, dois trios de motocicletas e duas viaturas atuando neste trecho”, detalhou.
Quem está à frente da base de Austin é o capitão Rômulo da Cruz Ferreira, que tem 12 anos de Polícia Militar e trabalhou anteriormente no setor de inteligência do Comando de Polícia Pacificadora (CPP).
Comandante do 20ºBPM (Mesquita), o tenente-coronel João Jacques Busnello ressaltou que o programa será um grande aliado no combate ao crime. “Ficamos com a parte logística e operacional de apoio a eles. Teremos a presença constante de policiais por mais de 12 horas, satisfazendo o horário comercial e a entrada e saída do trabalhador, além do entorno das escolas. A tendência é que nossos índices criminais diminuam. Ainda vai beneficiar uma parte de Queimados e diversos bairros próximos à Austin. O roubo de rua e ao comércio são os crimes que mais preocupam na região. Vamos ter mais agilidade no atendimento ao cidadão e uma maior expansão do policiamento em outras ruas do bairro”, garantiu.
Coordenador do Segurança Presente, o subsecretário estadual de Ações Estratégicas coronel João Carlos Mariano garantiu que população de Austin pode esperar, de imediato, uma redução de pelo menos 30% de todos os índices criminais. “Com a chegada do programa e as ações permanentes e diárias, estes índices tendem a diminuir e a sensação de segurança aumentar”, disse o subsecretário, que não descarta a possibilidade de Nova Iguaçu receber novas bases do Segurança Presente. “Estamos acompanhando as estatísticas e manchas criminais. Se houver necessidade, faremos a implantação de novas bases”, disse Mariano.
Representantes da Associação de Moradores de Três Pontes entregaram rosas brancas aos agentes do Segurança Presente e ao governador do Rio. “Estamos distribuindo para simbolizar a paz. Aqui tem muito assalto e assassinatos. Já fui assaltado duas vezes. Acredito que o bairro terá dias melhores”, comentou Sérgio Mauricio de Loreno, de 56 anos, que faz parte do grupo.
Moradora de Austin, a dona de casa Maria da Penha Emídio, 67 anos, frisou que a violência no bairro é assustadora e acredita que o Segurança Presente vai dar mais tranquilidade à população que anda nas ruas nas primeiras horas do dia. “Muita gente acaba sendo assaltada quando sai cedo de casa. Já fui parada por um bandido a caminho da igreja, às 7h. Por pouco não perdi até o dízimo da igreja. Este programa era um desejo antigo da população. Já notei um aumento na sensação de segurança”, afirmou.