Header Ads

Desafio 27 Dias Para Secar

Breaking News

Quando beber água pode matar

Beber muita água pode provocar diversas reações no corpo, que vão de dores de cabeça e convulsões até a morte; saiba os riscos do excesso de água

Embora  desenvolver o hábito de manter-se hidratado seja fundamental para que o organismo funcione adequadamente, beber muita água pode ser mais prejudicial que benéfico para o seu corpo - como aconteceria com qualquer outro produto ou nutriente.
Homem estendendo copo d'água em direção à tela
Quadros de danos à saúde causados pelo excesso de água são raros, de acordo com Mariana Tiemi Golgatti, nutricionista da Estima Nutrição, porque o corpo tem vários mecanismos para excretar o excesso de líquido, como a inibição do hormônio antidiurético para estimular a diurese e manter o equilíbrio hídrico. Mas o pior pode acontecer. 

O que acontece se a pessoa beber muita água?

Um dos principais problemas causados por beber muita água é o inchaço das células nervosas.
“O excesso de água vai para as células nervosas, que incham. E ao contrário das células de gordura e dos músculos, que podem aumentar de tamanho sem prejuízos, no caso dos neurônios não há espaço para esse inchaço”, explica o clínico geral Roberto Debski.
Isso ocorre, segundo ele, porque o crânio restringe o espaço disponível para as células, levando a lesões cerebrais e até à morte. Algumas consequências são problemas de saúde como crises convulsivas, hérnia cerebral, alterações respiratórias, comas e até a morte.
Além disso, outro problema que pode ser desenvolvido pelo excesso de água é a hiponatremia . Mariana Tiemi Golgatti explica que ela ocorre “quando a concentração de sódio no sangue fica mais baixa em relação à quantidade de água no corpo.”
Ela também afeta o sistema nervoso, já que o sódio é um dos  sais minerais essenciais  para o bom funcionamento deste sistema. “A hiponatremia pode causar dor de cabeça, confusão mental, convulsão, sonolência, coma e morte”, lembra a nutricionista.

Como evitar beber água em excesso

Casal tomando água após atividade física ao ar livre
Para evitar esses problemas de saúde, é preciso respeitar os limites do corpo. “Normalmente um homem adulto de 70 quilos deve ingerir de 2 a 2,2 litros de água por dia. Porém, há variáveis a serem avaliadas, como a temperatura, a umidade do ar, a prática de atividade física, entre outros”, exemplifica Roberto.
Por isso, de modo geral, é recomendável não exceder a quantidade de líquido que os rins conseguem eliminar normalmente sem causar danos ao organismo. Mariana observa que esse limite pode variar de 700 mL a 1 L de água por hora.

Assim, você terá um risco muito menor de sofrer por beber muita água , já que a hiponatremia, por exemplo, só dará as caras a partir dos 16 L de líquido ingeridos, segundo Mariana. Ainda assim, o melhor é não forçar a barra e manter seu consumo de água dentro do normal para sua rotina, sem exageros.