Header Ads

Breaking News

Moro critica benefício concedido a um dos assassinos do menino João Hélio

O ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro - REUTERS/ANDRE COELHO 

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, mostrou-se indignado com a concessão de um benefício a um dos assassinos do menino João Hélio. A criança foi morta em 2007, após ser arrastada, presa ao cinto de segurança do carro onde estava. O caso chocou a opinião pública na época e quatro dos assaltantes responsáveis pela morte acabaram presos e condenados no ano seguinte.
Ao se pronunciar sobre o caso, Moro retuitou ontem um comentário da escritora Glória Perez e escreveu: "Responsável por assassinato brutal de criança, embora condenado a 39 anos de prisão, foi na prática libertado após dez anos. Barata a vida humana no Brasil. Em outros países, seria perpétua".