Header Ads

Breaking News

Caixa paga R$ 500 do FGTS para correntistas

Crédito: Agência Brasil 
Rio – Os trabalhadores clientes da Caixa Econômica Federal, que têm poupança ou conta-corrente no banco, começam a receber na próxima sexta-feira os R$ 500 do FGTS, referentes ao saque imediato de contas ativas e inativas do fundo. Os primeiros a terem os valores depositados serão os nascidos nos meses em janeiro, fevereiro, março e abril, no dia 13, conforme cronograma elaborado pela Caixa. Quem não é correntista do banco poderá sacar a partir de 18 de outubro.
Já os clientes do banco com saldo no FGTS em contas ativas e inativas e nasceram em maio, junho, julho e agosto vão ter o crédito feito em 27 de setembro. Os correntistas nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro terão depósito dos R$ 500 por cada conta vinculado do FGTS em 9 de outubro deste ano.
As contas na Caixa devem ter sido abertas até 24 de julho deste ano, data de publicação da MP 889 liberou os recursos do FGTS. Ao todo, cerca de 33 milhões dos trabalhadores são correntistas da Caixa. O banco dividiu os clientes em grupos com 11 milhões de pessoas em uma das faixas por datas. Eles receberão o valor diretamente nas poupanças ou contas.
Para quem tem mais de uma conta do FGTS, ativa ou inativa, será possível tirar até R$500 de cada uma. No caso de três contas, por exemplo, o valor máximo é de R$1.500. Quem tiver quatro contas, sacará R$ 2 mil. Cerca de 80% das contas vinculadas do FGTS têm saldo de até R$ 500, segundo dados do Ministério da Economia.
O trabalhador pode pedir devolução do dinheiro para o FGTS até abril de 2020. De acordo com o banco, os valores serão estornados corrigidos como se não tivessem sido sacados. Mas, se o correntista não autorizar a antecipação, ele terá a retirada liberada juntamente com os trabalhadores que não têm conta na Caixa a partir de 18 de outubro, conforme calendário elaborado pela Caixa.
MULTA DE 40% MANTIDA
Quem optar por retirar até R$ 500 não perderá o direito à multa de 40% sobre o valor total da conta vinculada nem à retirada integral do valor do FGTS em caso de demissão sem justa causa.
A Caixa informou ainda que os saques de até R$ 100 poderão ser feitos nas casas lotéricas ao apresentar documento de identidade original com foto e número do CPF. Para quem possui cartão Cidadão e senha, o saque pode ser feito nos terminais de autoatendimento, em unidades lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. Quem não tem o cartão Cidadão, deve procurar uma agência da Caixa Econômica.
Quem não é cliente receberá a partir de 18 de outubro
Os trabalhadores que não são clientes da Caixa Econômica Federal vão ter que esperar um pouco mais para receber os R$ 500 do saque imediato do FGTS. Para esses casos, vale o seguinte cronograma: nascidos em janeiro poderão sacar a partir de 18 de outubro; quem nasceu em fevereiro, o saque estará liberado a partir de 25 de outubro; os que nasceram em março vão receber em 8 de novembro; nascidos no mês de abril poderão sacar a partir de 22 de novembro; quem nasceu no mês de maio, poderá retirar em 6 de dezembro; e, finalmente, os nascidos em junho terão o dinheiro liberado em 18 de dezembro deste ano.
Neste casos, para os trabalhadores nascidos em julho, o saque ocorrerá a partir de 10 de janeiro de 2020. Os nascidos em agosto, no dia 17 de janeiro. Já quem nasceu em setembro, o saque será a partir de 24 de janeiro, enquanto os nascidos em outubro poderão retirar o dinheiro do dia 7 de fevereiro em diante. Nascidos em novembro, a partir de 14 de fevereiro. E quem nasceu em dezembro, a partir de 6 de março de 2020.
O banco estima que são 63 milhões de pessoas com direito à retirada dos valores e não têm conta na instituição financeira estatal. Cada grupo de mês de aniversário terá cerca de 5,5 milhões de trabalhadores. Tanto para clientes da Caixa quanto para quem não tem conta no banco, o prazo para o pagamento vai até 31 de março de 2020.
A Caixa montará esquema especial de funcionamento das agências para atendimento aos trabalhadores não-correntistas. As unidades deverão abrir duas horas antes do horário normal. No sábado seguinte, também vão funcionar, e nos cinco dias úteis subsequentes, voltam a abrir duas horas mais cedo. O único sábado que não há previsão de abrir será em 12 de outubro. O banco não tem previsão de funcionar aos domingos para atendimento.
Adesão a partir de 1º de outubro ao sistema de saque-aniversário
Os trabalhadores poderão optar, a partir de 1º de outubro, pelo saque-aniversário do FGTS. Quem aderir receberá anualmente parte do fundo. Ao participar, é preciso abrir mão do FGTS na demissão. A migração não é obrigatória e quem escolher pode voltar para o regime anterior após dois anos.
Para nascidos em janeiro e fevereiro, o saque ocorrerá de abril a junho. Para os nascidos em março e abril, será de maio a julho. No caso de quem nasceu em maio e junho, a retirada irá de junho a agosto. A partir de julho, a partir do mês de nascimento e ficará liberado até dois meses.
Até R$ 500 saca 50% ano que vem. De R$500,01 a R$1.000: 40% mais R$50; de R$1.000,01 a R$5.000: 30% mais R$150; R$5.000,01 a R$10.000: 20% mais R$650; R$10.000,01 a R$15.000: 15% mais R$1.150; R$15.000,01 a R$20.000: 10% mais R$ 1.900 acima de R$20.000,01: 5% mais R$2.900.