Header Ads

Desafio 27 Dias Para Secar

Breaking News

Os vilões mais bizarros de todos os tempos da Liga da Justiça

 


Sendo uma das mais antigas equipes de super-heróis desde o início dos quadrinhos, a Liga da Justiça já teve muitos vilões fantásticos.
No entanto, a Liga da Justiça também já teve sua dose de vilões estranhos, que até merecem um pouco mais de destaque porque, apesar de bizarros e selvagens, também são bem interessantes.
Aqui, listamos os vilões mais esquisitões de todos os tempos da Liga da Justiça.

Homem dos Brinquedos

Enquanto o Homem dos Brinquedos não é a pior ideia para um vilão de todos os tempos, há algo mais do que estranho sobre esse personagem que mais parece um desenho de uma criança que um super-vilão.
O que é interessante é que o Homem dos Brinquedos nunca foi um homem com más intenções, mas acabou se tornando um vilão por circunstâncias infelizes.

Superman

Aqui está um vilão para lá de esquisito. Em uma realidade alternativa, Harvey Dent – como o Duas-Caras, vilão do Batman – é um vilão conhecido como Superman.
É claro que este Dent não se parece nem um pouco com Duas-Caras ou mesmo com Superman, já que é um homem negro com poderes psíquicos que usa um manto no estilo Jedi de Star Wars.

A Mulher Hipotética

Líder do Exército Hipotético e dona de um dos nomes mais idiotas dos quadrinhos, a Mulher Hipotética é a prova de que às vezes muitos roteiristas não pensam muito bem antes de criar os nomes de alguns personagens.
Durante a maior parte do seu tempo nos quadrinhos da Liga da Justiça, a Mulher Hipotética é mantida em estase, aparecendo apenas para os soldados inconscientes aos quais dá poderes em seus sonhos.

O Homem Zoológico

Os poderes do Homem Zoológico envolvem o uso de uma estrela anã para encolher animais e depois treinar as bestas minúsculas para servi-lo.
Este plano faz algum sentido? Não! Parece ser o uso mais ineficiente de ser capaz de controlar uma estrela anã? Com certeza!

David Graves

David Graves é um personagem incomum porque se torna um vilão porque culpa a Liga da Justiça pela morte de sua família, decorrente de uma doença desconhecida.
É compreensível que ele fique frustrado, mas há coisas que os super-heróis não podem evitar. Antes de ser vilão, David Graves era um historiador e escritor bastante interessado por história marginal.

O Vigarista

O Vigarista (Funky Flashman, no original) existe desde 1972 e foi criado por Jack Kirby. É um dos vilões mais interessantes da lista.
Supostamente, o Vigarista é uma sátira de Stan Lee feita por Kirby depois que os dois se desentenderam. Vigarista realiza uma série de esquemas estranhos e questionáveis para obter dinheiro, o que para Kirby, era uma precisa representação de Lee.

Lorde Mangá

Lorde Mangá pode ser um vilão dinâmico e compreensivo, mas não dá para ignorar que seu nome é Lorde Mangá.
Ainda mais estranho é o fato de que os únicos detalhes que descobrimos sobre ele são relacionados ao seu estranho romance com seus trabalhadores robôs, chamados L-Ron e J-Lo – homenagens ao escritor de ficção científica L. Ron Hubbard e à famosa cantora Jennifer Lopez, respectivamente.

O Chave

O Chave é um vilão que começou a vida criminosa com uma chave gigante como arma e, contra todas as probabilidades, conseguiu ficar ainda mais estranho.
O que é interessante sobre o Chave é que, apesar do fato de ele ser um vilão completamente esquisito que usava exclusivamente objetos baseados em chaves como armas, ele era bastante popular entre os leitores, e era um dos antigos inimigos da Liga da Justiça.

A Brigada Ariana

Ninguém sabe por que a DC sentiu a necessidade de ter um bando de nacionalistas brancos superpoderosos em seus quadrinhos, mas a esquisitice vai além disso.
Veja, por exemplo, Fé Cega, que é cega, telepata e também é uma racista monumental. Naturalmente, todos os membros da Brigada Ariana são bem racistas.

O Homem Tatuado

Embora o poder de ter tatuagens não pareça inicialmente tão impressionante, a pele do Homem Tatuado é na verdade tatuada através de um processo que ele chama de “enxerto de pecado”, onde ele tira os pecados de alguém que acabou de matar e os torna uma marca sobre sua pele, que supostamente lhe dá poderes baseados na imagem de quem foi morto.
O fato de o Homem Tatuado ser importante o bastante para ser um vilão da Liga da Justiça é um bom indicador do quão assustador ele pode ser.