Breaking News

As origens de 14 coisas que você acha que vêm do lugar errado

porquinho india

Comer um lanche no pão brasileiro enquanto pega uma fila indígena para se divertir na montanha-francesa soa esquisito?
Comer um lanche no pão brasileiro enquanto pega uma fila indígena para se divertir na montanha-francesa soa esquisito? Isso acontece porque há muitos mal-entendidos envolvendo pessoas, objetos, lugares e histórias que não são bem assim como julgamos conhecer…
 
Fila Indiana

1) FILA INDIANA

Você acha que vem da: Índia
Mas vem de: índios norte-americanos
O nome correto deveria ser fila indígena, já que a característica de andar enfileirado em grupo foi observada nos índios norte-americanos. De acordo com relatos históricos, os guerreiros indígenas se deslocavam no meio da mata pisando um na pegada do outro para não deixar rastros das investidas em grupo.A locomoção enfileirada foi usada como estratégia pelo Exército norte-americano na Guerra da Independência (1775-1783) contra os ingleses.

montanha russa

2) MONTANHA-RUSSA

Você acha que vem da: Rússia
Mas vem da: França
O primeiro registro de carrinhos enfileirados com rodas presas a trilhos em alta velocidade para diversão é de 1812, em Paris. O brinquedo tinha o nome de As Montanhas Russas de Belleville. É que a atração foi inspirada numa brincadeira russa do século 17, que, porém, era mais parecida com um tobogã em uma encosta de gelo.Em russo, o nome do brinquedo é montanha-americana (amerikanskiye gorki), em referência ao país que aperfeiçoou o brinquedo a partir do século 19.

biscoito sorte

3) BISCOITO DA SORTE

Você acha que vem da: China
Mas vem dos: EUA
Por volta de 1907, o japonês Makato Hagiwara abriu uma casa de chá em São Francisco, Califórnia. Lá, ele servia aos clientes biscoitinhos doces ocos com bilhetes de agradecimento dentro. Donos de restaurante do bairro chinês da cidade copiaram a ideia, só que imprimindo provérbios e predições.

feijao carioca

4) FEIJÃO CARIOCA

Você acha que vem do: Rio de Janeiro
Mas vem de: São Paulo
Embora o feijão preto seja o mais consumido no Rio de Janeiro, quem leva o nome de carioca é o tipo marrom, preferido pelos paulistas.
Isso porque o nome do feijão carioca foi inspirado em uma raça de porco caipira, e não na cidade do Rio de Janeiro.
Quem conta essa história é Leonardo Melo, coordenador do programa de melhoramento de feijão da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, a Embrapa. O feijão carioca surgiu em uma propriedade rural de São Paulo, na década de 1970. Um belo dia, o produtor encontrou uma planta diferente em meio à sua lavoura, provavelmente originada de uma mutação genética. Era uma planta grande e vistosa, capaz de produzir o dobro das outras.
O fazendeiro, percebendo os benefícios, levou a semente dessa planta curiosa para o Instituto Agronômico de Campinas, que começou a multiplicar e testar esse grão. Lá, eles comprovaram que esse feijão de grãos bege com listras marrons tinha uma produtividade muito maior que os outros tipos já existentes.
Curiosamente, a cor é a mesma de uma raça de porco caipira, chamada carioca, muito comum na época. O carioca era um porco gordo e bege, que tinha essas listras espalhadas pelo corpo. Vendo isso, o produtor decidiu homenagear o novo feijão com o nome do animal.

Uísque escocês

5) GAITA DE FOLES, UÍSQUE E KILT

Você acha que vêm da: Escócia
Mas vêm de: Oriente Médio, China e Irlanda
A gaita de foles surgiu no Oriente Médio centenas de anos antes de Cristo e só chegou à Escócia no século 15. O uísque surgiu na China antiga e as saias masculinas (kilts) são invenção dos irlandeses. Em compensação, os escoceses inventaram a fotografia colorida, o fuso horário, a hipnose e os pneus infláveis.

Ze Carioca

6) ZÉ CARIOCA

Você acha que vem do: Rio de Janeiro
Mas vem de: São Paulo
Apesar de o personagem ser um legítimo cidadão do Rio de Janeiro, foi inspirado no músico paulista José do Patrocínio Oliveira, que conheceu Walt Disney nos EUA. Patrocínio, cujo apelido era Zezinho, tinha toda a ginga e malandragem do papagaio e foi seu dublador na animação de estreia, Alô, Amigos (1942)

Pao Frances

7) PÃO FRANCÊS

Você acha que vem da: França
Mas vem do: Brasil
Nem adianta procurar um “pain français” em Paris. Pão francês é produto 100% brasileiro. O “francês” do nome provavelmente vem do fato de ele ter sido criado com base em descrições de brasucas ricos para seus padeiros, a fim de reproduzir o pão que comiam na Paris do século 19, uma versão reduzida da baguete.O pão francês também é chamado de cacetinho, careca etc., de acordo com a região do Brasil

numeros arabicos

8) NÚMEROS ARÁBICOS

Você acha que vêm dos: países árabes
Mas vêm da: Índia
Os numerais que usamos cotidianamente (1, 2, 3 etc.) têm origem na Índia, por volta do ano 500. Lá pelo século 9, eles se espalharam entre árabes e persas. Ao chegar na Europa, no início do século 12, o sistema de numeração substituiu os números romanos (inúteis para cálculos) e foi erroneamente batizado de arábico.Em árabe, os números arábicos são chamados de números indianos.

Sao Patricio

9) SÃO PATRÍCIO

Você acha que vem da: Irlanda
Mas vem da: Inglaterra
O santo patrono da Irlanda era inglês. Ainda adolescente, foi raptado e levado como escravo para a Irlanda. Patrício conseguiu escapar para o continente, virou monge e, seguindo uma visão, voltou para a Irlanda a fim de pregar o cristianismo. O serviço pelo país rendeu a ele status de santo, símbolo e feriado, no dia 17 de março.

porquinho india

10) PORQUINHO-DA-ÍNDIA

Você acha que vem da: Índia
Mas vem do: Caribe
A espécie Cavia porcellus não é suína e muito menos indiana. A confusão geográfica se dá porque o bicho é originário das Índias Ocidentais – nome que europeus usavam para se referir ao Caribe até o século 17. Acredita-se que o apelido de porco dado ao roedor tenha a ver com o barulho emitido pelo animal quando está com fome.

chapeu panama

11) CHAPÉU-PANAMÁ

Você acha que vem do: Panamá
Mas vem do: Equador
O chapéu branco de fibra da palmeira jipijapá e com uma faixa preta, que se popularizou na Europa e nos EUA no século 19, era fabricado no Equador. Na época, porém, era exportado por empresas do Panamá. Uma foto do presidente americano Theodore Roosevelt vestindo o chapéu ao visitar obras do canal do Panamá completou a confusão.A faixa preta foi acrescentada em homenagem à morte da rainha britânica Vitória, em 1901.
champanhe frances

12) CHAMPANHE

Você acha que vem da: França
Mas vem da: Inglaterra
Foi o inglês Christopher Merret quem criou o método champenoise – segunda fermentação que caracteriza os vinhos espumantes. As uvas eram, sim, provenientes da região francesa de Champagne, mas a adição de açúcar foi registrada por Merret em 1662, bem antes de o monge francês dom Pérignon levar a fama. Curiosidade: além de não ter sido o inventor do vinho espumante, Pérignon, procurava, na verdade, eliminar as bolhas formadas pela fermentação.

karate

13) CARATÊ

Você acha que vem do: Japão
Mas vem do: reino de Ryukyu
Essa arte marcial começou a ser desenvolvida no reino de Ryukyu, arquipélago cuja maior ilha é Okinawa, desde o século 14. Na época, as ilhas não faziam parte do império japonês. Quando Okinawa virou província do Japão, em 1879, o caratê se espalhou pelo país e, após a 1ª Guerra Mundial, a luta se popularizou no Ocidente.

beisebol

14) BEISEBOL E PINGUE-PONGUE

Você acha que vêm dos: EUA ou China
Mas vêm da: Inglaterra
O beisebol (1744) e o tênis de mesa (1880), esportes associados aos EUA e à China, respectivamente, nasceram na Inglaterra. “Ping Pong”, inclusive, é o nome de uma fabricante inglesa de equipamentos para tênis de mesa e não do esporte em si. Sobre o beisebol, os americanos só podem se orgulhar de ter formulado as regras modernas do esporte, em 1846. Embora tenha origem inglesa, o beisebol é chamado de “jogo nacional” nos EUA.