Breaking News

Bolsonaro estudará redução de impostos para games

sonic e Bolsonaro observatorio de games 

O presidente Jair Bolsonaro usou suas redes sociais no começo da noite desse domingo (16) para comunicar possíveis reduções de impostos a fim de estimular a “competitividade e inovação tecnológica”. E dentre os setores pretendidos, o mercado de games também foi citado como um dos que pode ser beneficiado com essa ação.
E embora o primeiro tuíte mire nos estímulos para a área de T.I. (Tecnologia da Informação), os gamers também podem se animar, já que os impostos aliviariam o preço de dispositivos nos quais também se joga. Contudo, o comunicado não deixa claro se haverá a necessidade de alguma espécie de associação com a área de T.I. para se adquirir o desconto em questão.
Já o tuíte que complementa o comunicado anterior é um recado direto. A equipe do governo irá estudar a redução de impostos para jogos eletrônicos. Todavia, o comunicado não informa de quanto seria esse desconto.
Até o momento, a postagem sobre já rendeu mais de 3 mil comentários, 7,7 mil retuítes e 53 mil likes. Contudo, alguns internautas entenderam a atitude como uma ameaça ao mercado nacional.

Relação com os games

Essa é primeira vez que Bolsonaro aparece falando do setor de games, mas o contrário não é novidade.
Em 2019, ano de sua eleição, a Steam abrigou um polêmico game onde o até então presidenciável era o protagonista.
Cenas de Bolsomito 2k18, onde Jair Bolsonaro percorre o Brasil agredindo supostos opositores aos seus ideais.  Imagens: reprodução/divulgação
Cenas de Bolsomito 2k18, onde Jair Bolsonaro percorre o Brasil agredindo supostos opositores aos seus ideais. Imagens: reprodução/divulgação.
Com o nome de Bolsomito 2k18, o jogo tinha um personagem com a figura do candidato, que percorria cenários brasileiros batendo em figuras representando Petistas, grevistas, feministas, gays e outros tipos de manifestantes contrários a seus ideais.
Após o jogo repercutir na imprensa, a justiça proibiu a circulação do game. O estúdio desenvolvedor do projeto, por sua vez, desativou suas redes sociais.
Outra polêmica inusitada foi a inserção de uma música da franquia de Sonic em um de seus vídeos.
A postagem dividiu opiniões, focando seus apontamentos de acordo com a afinidade de cada um ao governo.
Já a SEGA, embora não tenha sido devidamente notificada, mostrou-se apenas impressionada com a atitude.
apenas impressionada com a atitude.
“Hoje, em “lugares que não esperaríamos ouvir uma música do Sonic de 2006”.

Até o momento, não se tem mais informações sobre quando esses estudos começarão, de fato.