Header Ads

Breaking News

"Star Wars: A Ascensão Skywalker" revela Luke com R2-D2 e novidades da trama

Reprodução/Vanity Fair 

A revista "Vanity Fair" publicou hoje novas imagens de "Star Wars: A Ascensão Skywalker", em que mostra, entre outros, Luke Skywalker em um clima dramático ao lado do robô R2-D2. Em uma reportagem de capa, detalhes da trama foram esmiuçados, ainda que muito permaneça nas sombras.


O filme encerra uma trilogia da franquia, mas ainda não se sabe como essa parceria entre Luke e R2-D2 aparecerá na trama desta vez. A "Vanity Fair" inicia seu artigo justamente dizendo que o mistério em torno desta nova produção é maior do que nunca, mas que o autor Lev Grossman revelou alguns novos detalhes do que chegará aos cinemas em 19 de dezembro deste ano.

Reprodução/Vanity Fair 

Entre as novidades, a personagem da atriz Keri Russell teve seu nome revelado: será Zorri Bliss. Ela aparece mascarada em uma das imagens publicadas na revista. Russell volta a trabalhar com J.J. Abrams, com quem esteve na série de TV "Felicity". O visual da personagem pode ser comparado a Zam Wesell em "Star Wars: A Guerra dos Clones".

Reprodução/Vanity Fair  

Domhnall Gleeson e Richard E. Grant não serão pai e filho, como se falou em boatos. Enquanto o novo personagem de Grant será Allegiant General Pryde, o outro é o General Hux. Eles se assemelham nos uniformes, e a revista ainda adiantou que o personagem de Grant é um novo vilão, sendo que Hux está às ordens de Kylo Ren. Como isso se desenvolverá? Ainda não há respostas...

Reprodução/Vanity Fair 

Novos lugares também aparecerão nesta nova produção, dois em específico revelados pela publicação. Há um planeta desértico, chamado de Pasaana, nos "limites da galáxia", e um lugar cheio de neve e poeira chamado de Kijimi.

Sobre a trama, os produtores afirmaram que o filme terá como um dos enfoques revelar detalhes dos jogos de poder e da batalha intergalática entre bem e mal. Os espectadores poderão entender as origens da Primeira Ordem, a ascensão ao poder de Poe Dameron e o clímax com o conflito entre os Jedi e os Sith.

Reprodução/Vanity Fair  

O conflito deve ser muito focado em Rey e Kylo Ren, com "a conexão por meio da Força entre eles ficando cada vez mais profunda". A saga Skywalker tem tudo a ver com isso, por conta dos ciclos de abuso e repetições de comportamentos na trama. Resumidamente, Oscar Issac definiu que o filme trata muito sobre família.