Breaking News

Dona Mercedes, mãe de Ricardo Boechat, dá depoimento emocionante sobre o filho

Reproducao 

Dona Mercedes Carrascal, mãe do falecido jornalista Ricardo Boechat, deu um depoimento emocionante à Band na noite dessa terça (12). Aos 87 anos, ela revelou que está impressionada com a comoção e o carinho do público por seu filho.
“Ele ia ficar assombrado com a quantidade de gente que demonstrou carinho por ele. Ele não fazia as coisas solicitando recompensa. Eu fiquei de boca aberta com os depoimentos das pessoas de todas as classes sociais sobre o meu filho”, revelou.

Do mesmo modo, Dona Mercedes disse que sente orgulho de Boechat. “Eu tenho muito orgulho do homem que ele foi. Um homem honesto, correto, sincero. Fazia a verdadeira caridade, sem demonstração. [Pregava] esse respeito de que somos todos iguais”.
Nesse ponto, ela aproveitou para destacar essa igualdade social que Ricardo Boechat defendia. Em um discurso comovente, pediu melhorias e disse que temos muito o que aprender.

Dona Mercedes é aclamada pelo público

Além disso, ela falou mais sobre a infância de Boechat, dizendo que ele era um menino que “os velhos gostavam muito”. Ele conversava bastante com as pessoas mais experientes, era curioso e perguntava sobre várias coisas.
Bastante emocionada, Dona Mercedes recebeu o carinho do repórter da Band e foi aplaudida pelos presentes após a entrevista. Assista na íntegra:



Nas redes sociais, o público repercutiu o depoimento da mãe do jornalista Ricardo Boechat, com muitos elogios e comoção. A entrevista ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter, com diversas menções e palavras de força para Dona Mercedes, todos os amigos e familiares do profissional.
Ricardo Boechat faleceu na manhã de segunda (11), aos 66 anos. O jornalista estava em helicóptero que caiu em meio à rota Campinas – São Paulo. Ele voltava de uma palestra no interior do estado e estava em rumo à sede da Band, na zona sul da capital. Além do jornalista, o piloto do helicóptero, Ronaldo Quatrucci, também morreu após a queda.