Header Ads

Breaking News

Universidade da África do Sul desenvolve tijolo feito com xixi humano


Estudantes da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, criaram o primeiro tijolo feito com urina humana, coletada de mictórios masculinos da faculdade de engenharia, e misturada com areia e bactérias. Eles foram feitos com moldes à temperatura ambiente, dispensando a necessidade de fornos de alta temperatura. As informações são do The Guardian.

Os tijolos de urina são criados através de um processo natural chamado precipitação de carbonato microbiano, semelhante à forma como as conchas marinhas são formadas, explica o Dr. Dyllon Randall, professor sênior da Universidade, que supervisionou o projeto. A areia misturada a bactérias produz uréase e, misturada à urina, decompõe a ureia que produz carbonato de cálcio, responsável pela solidificação do tijolo.

Esse processo elimina a necessidade de fornos com temperaturas de até 1400°C, que produzem altas quantidades de dióxido de carbono. "Quando mais tempo você permitir que as bactérias trabalhem, mais sólido e forte ficará o tijolo", diz Randall.

A urina utilizada para a produção dos tijolos veio urinóis produtores de fertilizantes, usados para a fabricação de fertilizantes sólidos. Randall descreve a urina como 'ouro líquido', já que ela contém 80 de nitrogênio, 56% de fósforo e 63% de potássio encontrado em águas residuais.

A maior parte do fósforo presente na urina pode ser convertida em fosfato de cálcio, um ingrediente fundamental na fabricação de fertilizantes cuja oferta vem diminuindo. "O processo utilizado pela pesquisa da Universidade da Cidade do cabo para a fabricação do tijolo mostra que materiais de construção verdadeiramente sustentáveis são uma possibilidade concreta", disse Vukheta Mukhari, estudante de engenharia civil que participou do projeto, ao The Guardian.

(Com informações do The Guardian)