Header Ads

Breaking News

Haddad ironiza discurso de Bolsonaro e critica reajuste do salário mínimo

Fernando Haddad em sua casa durante entrevista para a Folha de S.Paulo, em novembro de 2018 

Fernando Haddad (PT), que disputou as eleições de 2018 com Jair Bolsonaro (PSL), usou as redes sociais para criticar a primeira medida do presidente eleito, que fixou o salário mínimo em R$ 998,00.

O petista também ironizou o discurso de posse de Bolsonaro, que, na ocasião, se comprometeu a "libertar" o país do "do socialismo, da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto".

"Povo começou a se libertar do socialismo: salário mínimo previsto de R$ 1006,00 foi fixado em R$ 998,00. Sem coitadismo. Selva!", escreveu Haddad no Twitter.