Breaking News

Conheça a praia da cidade de São Paulo que reúne até 5 mil pessoas aos finais de semana


Quem disse que São Paulo não tem praia? Não é só descendo a serra que o paulistano pode ir nadar e tomar um sol. A represa Guarapiranga, na Zona Sul da cidade, tem 18 praias regulamentadas pela Prefeitura de São Paulo. O G1 foi conhecer a Praia do Sol, na Capela do Socorro, e mostra como chegar lá e quais cuidados tomar.

A Praia do Sol, conhecida como “prainha” pelos moradores da região, fica dentro do Parque Praia São Paulo, localizado na altura do nº 3.540 da Avenida Atlântica. A entrada é gratuita e o parque abre todos os dias, de 7h às 19h.

O local conta com alguns quiosques, mas a maior parte dos visitantes vai preparado com mantimentos para passar o dia. A operadora de caixa Dayane Oliveira de Aguilar e o marido, o autônomo Adriano Alves da Silva, levaram uma grande caixa de isopor com lanches para o casal e os três filhos, além de refrigerantes e cerveja sem álcool. “Justamente pela prainha, para ficar olhando as crianças, e eu vim dirigindo, né”, ponderou Adriano.
O G1 visitou a praia em uma sexta-feira e havia cerca de 50 pessoas, mas aos finais de semana a Praia do Sol chega a receber 5 mil visitantes, segundo a organização do Parque Praia São Paulo.
 
Moradores da Zona Sul, o casal Vivian e Samuel aproveitaram a folga com a família na Praia do Sol, na Guarapiranga — Foto: Fábio Tito/G1 
 
Moradores de Vargem Grande, na Zona Sul, o casal Samuel da Costa e Vivian Castro sempre via o grande movimento ao passar em frente, mas nunca tinha ido à prainha. Eles aproveitaram a folga da Vivian, que é vendedora, e foram após o turno de trabalho de Samuel, que é cobrador de ônibus. O casal aprovou a praia dos paulistas. “Não precisa ir tão longe para se divertir, né? E as opções em São Paulo são poucas, na verdade”, disse Samuel.
O parque onde fica localizada a Praia do Sol também possui pista de caminhada, quadras de areia, playground, ciclovia e banheiros. Além do Parque Praia São Paulo, a Guarapiranga conta com mais cinco parques públicos no seu entorno: Linear Nove Julho, Guarapiranga, Linear São José, Linear Castelo e Barragem Guarapiranga.
A represa Guarapiranga também é rodeada de clubes particulares, onde são praticados esportes náuticos como vela, canoagem e stand up paddle.
 

Lixo na prainha

Apesar da facilidade de acesso, frequentadores da Praia do Sol reclamam do lixo no local. A Prefeitura de São Paulo informou que, em média, nos distritos de Capela do Socorro, Cidade Ademar, M’Boi Mirim e Parelheiros, são retiradas 50 toneladas de resíduos por mês.
“As administrações regionais também realizam ações constantes nos córregos que deságuam nas represas”, informou a prefeitura, que ressalta que a colaboração da população também é importante. Denúncias podem ser feitas por meio do aplicativo "Limpa já" ou pelo SP156.
Para ver se a água está própria para banho, é preciso consultar o site da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), que divulga relatórios semanais. É preciso clicar em balneabilidade e depois em Classificação Semanal de Praias em Rios e Reservatórios. 

Dicas de segurança

Nadar em represa tem seus perigos e é importante seguir as dicas de segurança do Corpo de Bombeiros:
  • Cuidado para não se enroscar na vegetação que pode estar no chão da represa;
  • Não nadar próximo de pontos de captação de água;
  • Evite o choque térmico. Antes de entrar na água, molhe a face e a nuca;
  • Certifique-se da profundidade antes de mergulhar;
  • Nunca deixe uma criança sozinha;
  • Evite comer muito antes de nadar, mas se comer, espere aproximadamente por 2 horas;
  • Bebida alcoólica e praia também não combinam;
  • Nunca tente salvar alguém se não tiver condições

Salva-vidas observa crianças brincando na Praia do Sol, na Represa Guarapiranga — Foto: Fábio Tito/G1
 
 

Como chegar?

A estação de trem mais perto é a Socorro, da Linha 9-Esmeralda. De lá, é preciso pegar um ônibus que passe na Avenida Atlântica. Veja as opções:
  • 6913-21 - Terminal Varginha - Itaim Bibi (circular)
  • 6000-10 -Terminal Parelheiros - Terminal Santo Amaro
  • 6960-10 -Terminal Varginha - Terminal Santo Amaro
  • 6970-10- Terminal Grajaú- Terminal Santo Amaro
 Elza e a filha Cida levaram guarda-sol e cadeiras de praia para a Praia do Sol, na Represa Guarapiranga — Foto: Fábio Tito/G1

Outras praias da represa

As 18 praias da Guarapiranga foram regulamentadas em 2012, pelo então prefeito Gilberto Kassab. Algumas são em áreas particulares e outras só para embarcações. Veja a situação de cada uma:
Na Capela do Socorro:
  • Praia Parque da Barragem – exclusiva para banhistas;
  • Praia do Sol - exclusiva para banhistas;
  • Prainha do Restaurante - exclusiva para banhistas;
  • Praia Ilha da Formiga – uso de banhistas e usuários de esportes náuticos;
  • Praia Guarujapiranga - exclusiva para banhistas;
  • Praia do Parque Náutico – exclusiva ao acesso de embarcações;
  • Praia Parque Nove de Julho – fechada para banhistas. Apenas para atracação de embarcações.
Em Parelheiros:
  • Praia Paulistana - não funciona como praia porque terreno é lamacento;
  • Praia Messiânica - não funciona como praia porque terreno é lamacento;
  • Rampa Pública - utilizada por barcos, lanchas, jets skis, catamarãs e outras embarcações;
  • Praia Terceiro Lago - utilizada por barcos, lanchas, jets skis, catamarãs e outras embarcações;
  • Praia Palmeiras - não funciona como praia porque terreno é lamacento;
  • Praia Golf Clube - não funciona como praia porque terreno é lamacento.
No M’Boi Mirim:
  • Praia Dedo de Deus - praia em área particular;
  • Praia Funcionários - praia em área particular;
  • Praia Guaraci - praia em área particular;
  • Praia Riviera - praia em área particular;
  • Praia São Francisco - praia em área particular.