Breaking News

Governo decide manter início do horário de verão para 4 de novembro

Reprodução 

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro decidiu manter o início do horário de verão para 4 de novembro, cancelando um novo adiamento anunciado no início do mês após pedido do Ministério da Educação, disse o Palácio do Planalto na noite de segunda-feira, conforme informações da Agência Brasil.

O horário de verão geralmente começa em outubro, mas ainda no ano passado o presidente Michel Temer determinou uma mudança para novembro diante das eleições.

A data de início chegou a ser novamente postergada, para 18 de novembro, em razão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no próximo mês, mas o governo agora recuou dessa decisão após estudo de viabilidade feito pelos ministérios de Minas e Energia e Transportes.

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, a análise das pastas concluiu a inviabilidade de nova mudança no horário de verão, sem detalhes da decisão, disse a Agência Brasil. Recentemente, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) criticou a mudança, dizendo que isso poderia afetar 3 milhões de passageiros que já haviam adquirido passagens antecipadamente.

No horário de verão, que tem como objetivo economizar energia elétrica, os relógios devem ser adiantados em uma hora.

O horário é adotado nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.