Breaking News

Para aliviar o refluxo, consuma mamão, gengibre e batata-doce nas refeições

Getty Images 

Após saborear aquela refeição especial, você sente como se a comida estivesse "conversando" com você? Pode ser sinal de doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), resultado do mau funcionamento da válvula entre o estômago e o esôfago, o que permite que o conteúdo ácido do estômago suba para o esôfago, causando sintomas como dor na parte superior do abdômen e sensação de queimação no peito. Para evitar isso, o ideal é fazer mudanças no estilo de vida, como mastigar bem a comida e parar de exagerar quando se senta à mesa.

Também vale fazer um trabalho de "detetive dietético", buscando os alimentos que desencadeiam tais sensações em você. Debora Poli, gastroenterologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim (SP), Cylmara Gargalak, gastropediatra do Hospital Sírio Libanês (SP) e Vanderli Machiori, nutricionista da Câmara Técnica do CRN-3, dão dicas do que pode ajudar ou atrapalhar na hora de conter os sintomas.
Coloque no cardápio

Mamão
Rico em enzimas proteolíticas, quimopapaína e papaína, um fitoquímico que também auxilia na digestão de proteínas e acaba diminuindo o refluxo. Cientistas austríacos realizaram um experimento em indivíduos com problemas de digestão. O grupo que recebeu extrato de papaia mostrou uma redução considerável no inchaço, constipação e azia. A dica é comer uma fatia de mamão após a refeição, na sobremesa.

Batata-doce
Devido à ausência de gordura e açúcar, alimentos como legumes e verduras são eficazes na redução da quantidade de ácido gástrico produzido no estômago. Quase todas as cores e variedades são benéficas, mas batata-doce, folhas para saladas, cenoura, abóbora, feijão-verde e erva-doce são especialmente boas, por acalmarem o estômago e diminuírem seus níveis de acidez.

Aveia
Além de ser um alimento bastante nutritivo, acaba neutralizando o excesso de acidez no estômago, o que ajuda a reduzir os sintomas de refluxo. Também é uma excelente fonte de fibra, que deixa a digestão funcionando melhor e diminui as chances do problema aparecer.

Gengibre
Além de anti-inflamatório, também melhora o funcionamento intestinal e, por isso, é um grande fitoterápico digestivo. Acredita-se ainda que tem um efeito positivo sobre as enzimas que quebram gorduras e proteínas, facilitando o processo de digestão e diminuindo o refluxo.

Cominho
Amplamente utilizado para temperar alimentos, também possui propriedades antioxidantes e antimicrobianas. O timol, um fitoquímico presente no cominho, estimula a secreção de enzimas, ácidos e bílis para promover uma boa digestão. Além disso, óleos essenciais, sódio e magnésio presentes no tempero ajudam a deixar o refluxo bem longe.

Chá de boldo
As folhas contêm lactona, substância que possui gosto amargo, mas é muito eficaz na digestão de gorduras. Também têm diversos fitoquímicos, incluindo boldina, cânfora, limoneno, beta-pineno e cumarina, que são compostos antioxidantes. Só não exagere e tome uma xícara por dia, no máximo. Quando usado por longos períodos, pode causar irritação gástrica.