Breaking News

Japão vai testar 'elevador espacial' usando miniatura em setembro

https://cache.olhardigital.com.br/uploads/acervo_imagens/2018/09/20180903112154_660_420.jpg 

Parece ficção científica, mas não é. Em setembro, pesquisadores da Universidade Shizuoka, no Japão, vão dar início aos primeiros testes de um protótipo de "elevador espacial". A invenção promete levar pessoas e equipamentos da Terra para o espaço sem o uso de foguetes.
Mas antes que um elevador especial comece de fato a funcionar, os cientistas japoneses querem experimentar e observar o comportamento das peças mecânicas envolvidas num projeto deste tamanho fora da atmosfera e da gravidade da Terra. Para isso, eles vão utilizar uma miniatura.
Os pesquisadores vão enviar para a Estação Espacial Internacional (ISS) no dia 11 de setembro dois "microsatélites", cada um de apenas 10 centímetros, ligados um ao outro por um cabo de aço de 10 metros. Eles vão ser soltos no espaço pela tripulação da ISS.
Um pequeno contêiner será movido, através do cabo, de um microsatélite para o outro, imitando a movimentação de um elevador. Câmeras presas às duas pontas do cabo vão permitir que, da Terra, os cientistas observem o movimento e fiquem de olho em possíveis problemas.
Mesmo que o pequeno elevador tenha sucesso em sua missão no espaço, ainda falta muito para que um projeto semelhante em larga escala possa ser reproduzido na forma de um elevador prático entre a Terra e a ISS, explica o jornal japonês Mainichi.
É preciso, por exemplo, encontrar materiais que sobrevivam às condições extremas do espaço sideral, como as chuvas de raios cósmicos e pequenos detritos que circulam pela órbita do planeta, além de uma maneira de transmitir eletricidade por uma distância tão grande.
De qualquer forma, empresas e universidades que estudam a ideia de elevadores espaciais imaginam que a tecnologia possa diminuir, e muito, os custos e os riscos envolvidos no transporte de pessoas e equipamentos da Terra para a ISS no futuro.