Breaking News

Na França, vídeo publicitário de Neymar é chamado de 'surrealista'

Neymar participou de comercial em que desabafou sobre participação na Copa 

O vídeo publicitário em que Neymar faz seu mea-culpa sobre sua atuação durante a Copa do Mundo, divulgado em seu perfil nas redes sociais na noite de domingo, foi criticado também na França nesta segunda-feira, às vésperas de seu retorno ao Paris Saint-Germain (PSG). Surpresos com a franqueza do craque, que admitiu simular faltas "às vezes", jornais e sites de internet constataram a repercussão negativa na opinião pública brasileira e mencionaram o "surrealismo" da mensagem.

Entre os trechos mais mencionados pela imprensa francesa, aquele no qual o astro tenta justificar as simulações de faltas foi o mais reproduzido. Segundo o jornal L’Équipe, o vídeo de "publicidade-confissão", em que o jogador do PSG admite seus exageros e se apresenta como um novo homem, fez com que Neymar "fosse mais uma vez severamente criticado pelos veículos de informação e uma parte da opinião pública no Brasil". "A maior parte dos internautas que deixaram comentários na conta no Twitter do astro de 26 anos claramente colocaram em dúvida sua sinceridade", afirmou o jornal.

Até mesmo veículos de informação de nicho, como a revista masculina GQ, abordaram o tema. "Em um vídeo produzido pela Gillette, um de seus patrocinadores, o jogador mais caro do mundo (€ 222 milhões) aproveitou para se explicar e se confiar de forma muito imagética e romanceada", diz a publicação, que chama a publicidade de "muito surrealista”. "Neymar reconhece que ele exagera, o que talvez queira dizer que o fará menos daqui para a frente", diz a revista, que completa: "Mais adiante ele diz, com razão, que leva muitas faltas dos adversários. Mas isso não mudará. Ele deverá continuar a sofrê-las".

Desde a eliminação no Brasil, a maior parte das menções a Neymar na imprensa europeia não destacaram seu talento ou performance positiva na Copa do Mundo, mas seu comportamento controverso dentro e fora dos campos. Longe dos jogos oficiais, o craque da Seleção Brasileira e do PSG se tornou alvo recorrente de ironias, piadas e desconfianças até dos torcedores de seu clube. Como fez em outras oportunidades até aqui, nesta segunda-feira o clube não se manifestou sobre o vídeo gravado pelo jogador.

Ciente de que o momento do craque é difícil, o treinador do Paris Saint-Germain, Thomas Tuchel, voltou a garantir que dará atenção especial ao brasileiro. Questionado no domingo sobre a situação do astro, o treinador alemão garantiu estar em contato com seu jogador mais célebre, e que suas conversas não serão tornadas públicas. "Eu sou jovem, mas não tão jovem, então sei que qualquer palavra que disser sobre Neymar fará grande barulho. Quando eu falo algo com ele, isso permanece na intimidade", garantiu, revelando estar em contato com o jogador. "Estou certo de que tenho uma boa conexão com ele, e de que devo ter uma boa conexão com qualquer grande jogador. Ele sabe como administrar grandes vitórias, e derrotas também. É assim que o esporte é. É um grande desafio dar a volta por cima, e eu vou ajudá-lo."

Neymar retorna ao futebol profissional nessa semana. Ele integrará o grupo do PSG que disputará o título do Troféu dos Campeões contra o Mônaco, jogo oficial – embora de baixo interesse – que será disputado na cidade de Shenzhen, na China. "Esperamos por ele no dia em que chegarmos”, revelou Tuchel, referindo-se à quinta-feira.

O treinador, porém, não quis antecipar se Neymar estará ou não na equipe que entrará em campo. O brasileiro não joga uma partida oficial desde 6 de julho, data da eliminação do Brasil frente à Bélgica. Neymar também não participou da pré-temporada do grupo, nem dos amistosos do PSG nos Estados Unidos – encerrada segunda-feira, com uma vitória por 3 a 2 sobre o Atlético de Madrid, após duas derrotas para o Bayern de Munique e para o Arsenal. Dentre os brasileiros que estavam na Seleção, o astro será o último a se apresentar. Thiago Silva já está com o grupo desde segunda-feira, enquanto Marquinhos deverá se apresentar na quarta-feira, em Cingapura. O PSG estreia no Campeonato Francês em 12 de agosto, em casa, no Parque dos Príncipes, contra o Caen. Mais sobre a saída do Brasil do mundial: Eliminação frente à Bélgica não tira Tite do leme do Brasil.