Breaking News

Médico diz que Michael Jackson foi quimicamente castrado pelo pai

Resultado de imagem para Médico diz que Michael Jackson foi quimicamente castrado pelo pai 
 
Condenado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, no caso de Michael Jackson, Dr. Conrad Murray decidiu abrir o jogo sobre a vida do cantor e revelou que o também falecido Joe Jackson era um dos piores pais da história.
Além de condenar o tratamento que foi dado ao astro pelo veterano, o médico garantiu que o Rei do Pop foi castrado quimicamente, a fim de que sua voz pudesse se manter aguda. Esta não é a primeira vez que o profissional comenta o assunto.
“A crueldade expressada por Michael, que ele havia vivido nas mãos de seu pai, particularmente o mau tratamento e, além disso, o fato de que ele foi castrado quimicamente para manter sua voz estridente, está além das palavras”, disse.
Ex-cardiologista, Murray cumpriu dois anos por ter administrado uma overdose do remédio propofol a Michael em junho de 2009, o que causou sua morte. Em 2016, ele fez afirmações semelhantes em seu livro de memórias.
Em “This Is It! A vida Secreta do Dr. Conrad Murray e Michael Jackson, Joe Jackson é acusado pelo autor de ministrar injeções de hormônios em Michael, quando tinha apenas 12 anos, para curar acne e impedir mudanças na voz do então garoto.
As recentes declarações foram feitas ao portal “The Blast”. Segundo a revista “People”, logo após a morte do patriarca da família Jackson, Conrad disparou à publicação: “Espero que Joe Jackson encontre redenção no inferno”.