Breaking News

Estudos revelam que: Beber cerveja e café, aumenta suas chances de passar dos 90 anos

 

A neurologista Claudia Kawas é responsável por algumas descobertas curiosas em um estudo relacionado a bebidas alcoólicas.

O estudo chamado The 90+ Study, chegou a algumas conclusões interessantes:

A ingestão de 2 copos de cerveja ou vinho aumenta em 18% a chance de se viver mais, em comparação aos participantes abstinentes.

O Café, quando consumido moderadamente, também eleva, em cerca de 10%, a probabilidade de se passar dos 90 anos.

Além dessas descobertas o estudo chegou a conclusão de que quem investe pelo menos duas horas em um hobby diminui a chance de morrer precocimente em 21%.

O estudo também concluiu que idosos com sobrepeso, mas não obsesos, apresentam índices de morte precoce 3% menores, quando comparados a idosos considerados com o peso “normal”.

Lembrando que esses estudos relacionadoss ao consumo de álcool, incluindo o The 90+ study, são observacionais, então podemos dizer que alguma substância na bebida está associada à saúde e longevidade. “Me deixa curiosa saber se os consumidores de álcool e café tem outros hábitos e estilos de vida que poderiam ser a verdadeira chave para a longevidade”, disse a nutricionista americana Jennifer Markowitz, ao The Daily Meal.

Quem não conhece a verdadeira cevada que é o principal componente da cerveja, a cevada é um cereal integral bastante nutritivo cuja planta lembra muito o trigo. A semelhança, porém, está mais na aparência que na composição; a cevada oferece mais nutrientes que o consumo de trigo.

O consumo da cevada ainda é pouco difundido e discutido entre os brasileiros, incluir a cevada na alimentação traz muitos benefícios para a saúde e ajuda suprir a necessidade de uma boa variedade de nutrientes necessários para o bom funcionamento do nosso organismo.

A farinha de cevada verde é cheia de vitaminas A, do complexo B, C e K, além de minerais como cálcio, fósforo, selênio, zinco, iodo e cobre. Todos esses nutrientes são necessários para o bom funcionamento do organismo. Para quem deseja começar a aproveitar os benefícios do cereal pode ir muito além da inclusão de sua farinha na alimentação. Ainda que esta seja uma das mais conhecidas formas de consumo, está longe de ser a única: a cevada também pode ser consumida em grãos, em sua forma solúvel, em cápsulas e até em peelings.

As principais propriedades da cevada
Selênio: essa propriedade tem ação antioxidante, ajuda a regular os hormônios da tireoide, auxilia na prevenção de cânceres e na saúde do sistema imunológico.

Magnésio: responsável por regular a absorção de minerais, auxilia na saúde de ossos e músculos. Também ajuda o corpo a produzir energia e a manter o ritmo cardíaco normal.

Cobre: o responsavel por auxiliar a atividade celular, ajudando na produção de energia e proteção.

Cálcio: responsavel por contribuir para a saúde de ossos e dentes, construindo-os e mantendo-os fortes.

Manganês: ajuda na formação do osso é um componente de enzimas que ajudam na regulação de colesterol, carboidratos e aminoácidos.

Fósforo: o cálcio, o fósforo está diretamente ligado à saúde de dentes e ossos. Além disso, ajuda a manter o pH do corpo em nível regular.

Vitamina B1: a vitamina B1, ou tiamina, é uma das principais vitaminas do complexo B presentes na cevada. Esta vitamina tem propriedades essenciais para o bom funcionamento do coração, do sistema nervoso e dos músculos.

Vitamina K: tem a propriedade de grande papel na coagulação sanguínea e contribui para a saúde do esqueleto.

* Nota: As informações e sugestões contidas neste artigo têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.