Breaking News

10 teorias bizarras sobre Friends que podem estar certas

 

Em 22 de setembro de 1994, Friends estreava seu primeiro episódio. No episódio piloto somos apresentados a Ross, Rachel, Chandler, Monica, Phoebe e Joey. Seis amigos que, ao longo das 10 temporadas exibidas pela NBC, fariam o mundo se apaixonar. Com a personagem mais maluca que você ama (Phoebe), o melhor "bromance" da TV (Joey e Chandler), o melhor casal disfuncional (Rachel e Ross) e o melhor casal que você respeita (Chandler e Monica), Friends fez escola quando o assunto é sitcom (olá, How I Met Your Mother!). A série chegou ao fim em 2004, deixando uma legião de fãs órfãos.

Ela conseguiu penetrar tanto no imaginário popular. Tanto que desde seu fim, fãs alimentam esperanças sobre um revival ou um filme. Apesar disso, os criadores da série já deixaram claro que essa possibilidade não existe. Uma vez que não tem episódios inéditos de Friends, os fãs se debruçam sobre aqueles que já existem. Daí surgem várias teorias sobre a trama. Algumas delas, se você prestar atenção, têm grandes chances de serem verídicas. Pensando nisso, nós reunimos 10 teorias bizarras sobre Friends que podem realmente estar certas.

1 - Aquele em que tudo era o efeito das drogas...


Ao todo, Friends teve 236 episódios. Entre altos e baixos, uma coisa é certa: Phoebe é a personagem mais louca e sofrida do seriado. Ela foi abandonada pelo pai, viu a mãe tirar a própria vida e já chegou a morar na rua. Sim, o passado da Phoebe é para lá de sombrio. Uma teoria mais sombria ainda afirma que todos os acontecimentos da sitcom não passam de alucinações da personagem.
Segundo a teoria, Phoebe nunca deixou de viver nas ruas e era viciada em drogas alucinógenas. Enquanto vivia pelas calçadas, observava o Central Park e imaginava. Nas viagens ela idealizava amigos e várias histórias com eles, uma vez que vivendo nas ruas ela não tinha ninguém. Um pouco triste, né? Fica mais ainda se você visualizar ela cantando Smelly Cat nas ruas para tentar descolar um trocado para comer.

2 - Aquele em que o Sr. Heckels foi assassinado


Sr. Heckels apareceu em apenas cinco episódios de Friends. O último, praticamente focado nele, termina com a sua morte. Tudo deixa a entender que foi uma parada cardíaca, porém, uma teoria afirma que ele pode ter sido assassinado.
Antes de morrer, ele diz para os seis amigos falarem baixos pois ele estava em um jantar. Logo depois eles escutam muitos barulhos, como que o som de uma vassoura. Logo após, recebem a noticia de que ele morreu. Ao invés de vassoura, o barulho podia ser de uma luta.  Talvez Sr. Heckels poderia estar envolvido com alguma coisa ilícita, considerando o seu jeito bem suspeito. Claro que ele poderia ser apenas um velho neurótico e amargo que infartou por causa do barulho dos vizinhos. Ainda assim, a teoria é válida.

3 - Aquele em que Monica adquire o TOC após perder peso


Que a Monica tem Transtorno Obsessivo Compulsivo não é novidade para ninguém. Ela não pode ver nada bagunçado e tem uma necessidade quase patológica de vencer sempre. Porém, segundo uma teoria, ela não foi sempre assim. Ao longo de Friends temos vários flashbacks e menções ao tempo em que Monica era gorda. Toda vez que essa época é mostrada, ela aparenta ser uma pessoa normal, sem neuroses. Então o autor da teoria afirma que Monica usou uma droga experimental para perder peso. Após o uso ela alcança o objetivo, porém, o efeito colateral lhe trouxe o TOC e a infertilidade. Será?

4 - Aquele em que estão todos em uma clinica psiquiátrica

Em vários momentos os personagens de Friends extrapolam a normalidade e beiram a loucura. Mas e se eles forem realmente loucos? Essa teoria diz que todos eles são pacientes de uma clinica psiquiátrica. A teoria afirma que eles estão internados trabalhando em seus problemas.
Ross tem problemas de abandono, Rachel tem problemas com o pai, Monica tem um distúrbio alimentar, Phoebe está traumatizada com a morte de sua mãe, Chandler está lidando com os traumas decorrentes de seus pais e Joey se quebrou com a pressão do mundo dos atores.
O café e os apartamentos representam seus respectivos quartos e o refeitório da enfermaria. Todas as tramas são resultado de seus delírios combinados.

5 - Aquele em que Friends não passa de uma publicidade do Starbucks


Hoje em dia a Starbucks está em todos os lugares. A marca vende cafés pelo mundo todo a preços bem salgados. Uma teoria conecta a sitcom a franquia de cafés. Ela diz que Friends, do seu primeiro ao último episódio, é uma ação de marketing da marca.
O criador da teoria tem alguns argumentos como o que a série mostra um café como lugar ideal para encontros e conversar ao invés de bares e pubs. Existem várias outras pequenas evidências, como a Rachel parecer o logotipo da marca até o o nome "Geller" significar "aquele que grita", como os atendentes do lugar. Meio forçado? Provavelmente. Teoria divertida? Sem nenhuma sombra de dúvida.

6 - Aquele em que tudo era um sonho...


Teorias de que uma história não passou de um sonho são famosas. Têm gente que até hoje acha que The Walking Dead é um sonho do Rick. Porém elas se aplicam com facilidade em qualquer circunstância. Não seria diferente aqui. Uma das teorias afirmam que Friends não passa de um sonho da Rachel. Supostamente esse sonho aconteceu um dia antes do seu casamento (aquele do piloto do programa, o início de tudo) como uma reação a ansiedade que ela estava sentindo.
A teoria surgiu quando surgiu uma foto em uma box de DVD's de Friends . Todos os personagens estavam deitados em uma cama, mas os olhos de Rachel eram os únicos abertos. Poderia ser porque ela é a única no controle de tudo?

7 - Aquele em que Joey e Phoebe se pegam


Quase todos os amigos já se pegaram em Friends. Existe um episódio focado nisso, em que Janice (OH MY GOD!) pergunta para Chandler quem já pegou quem. Os únicos que não deram nem uns beijinhos foram Monica e Ross, porque são irmãos (elementar, meu caro Watson) e Joey e Phoebe. Porém uma teoria afirma que, na verdade, Phoebe e Joey já se pegaram sim, mas não em frente as câmeras.
A tensão sexual entre os dois sempre foi muito forte (ao contrário da tensão inexistente entre Joey e Rachel, né produção?). Até seus intérpretes, Lisa Kudrow e Matt LeBlanc acreditavam que havia algo entre os dois. Eles chegaram a conversar com David Crane e Marta Kauffman, criadores da série, para incluir isso na história. Porém os dois não concordaram, uma vez que a mesma trama já seria abordada só que com Chandler e Monica.

8 - Aquele em que Monica e Joey são viciados


Friends é uma série bastante leve. Porém os fãs são capazes de criar teorias bem sombrias em torno dela. Uma das mais obscuras envolve Joey e Monica. Esta teoria afirma que os dois personagens estão abusando de substâncias químicas durante as dez temporadas inteiras. Isso poderia explicar porque eles têm certos comportamentos.
Segundo a teoria, Monica está constantemente estressada e usa drogas para lidar com seu trabalho. Isso também ajuda a explicar porque ela está constantemente no limite. Além disso, apesar de ganhar uma quantia decente de dinheiro, ela não é vista gastando muito, o que pode significar que usa para financiar seu vício. Joey, por outro lado, passa seus dias fumando maconha. Isso explicaria porque ele está constantemente comendo comida, agindo como um idiota e tirando sonecas.

9  - Aquele em que a Phoebe é uma gênia


Phoebe sempre foi vista como a mais maluca do grupo. Além disso ela nunca se importa com nada e está sempre distraída. Ela também é bastante misteriosa e parece ter muitos talentos e até visões ocultas. Não seria surpreendente se ela fosse secretamente um gênio, como sugere o autor dessa teoria.
A teoria indica que ela se finge de boba só para poder curtir com a cara dos seus amigos. Além disso, ela também já quase convenceu ao Ross de que a teoria da evolução é falha e não funciona. Essa é fácil de crer que é verdade, né?

10 - Aquele em que Friends se torna apenas lembranças


Essa teoria não mexe muito no conceito básico da série, porém ela é bem interessante de se considerar e pode ser a que mais se aproxima de uma verdade. A teoria diz que a série é um grande flashback dos amigos se reencontrando depois de mais velhos. A principal evidência é o nome dos episódios. Cada episódio começa com "Aquele em que...", como se fosse um amigo contando e lembrando junto a outro momentos do passado. O bom dessa teoria é que ela não muda nada na forma de pensar sobre a série. Ela consegue despertar mais nostalgia na gente.
Curtiu as teorias? Você concorda com algumas delas? Comenta ai com a gente o que achou e se conhece outras teorias que não foram escritas aqui. Também compartilha essa lista com seus amigos nas redes sociais. Abraço!