Breaking News

Rosa em Segundo Sol, Leticia Colin comemora sucesso de personagem e fala sobre cenas quentes

Letícia Colin será a prostituta Rosa em Segundo Sol (Foto: Divulgação/Globo)
No ar em Segundo Sol, novela da faixa das 21h da Rede Globo, na pele de Rosa, Letícia Colin, de 28 anos, tem dado um show de interpretação e recebido diversos elogios por onde passa.
Em entrevista ao jornal Extra, ela comemorou a repercussão do papel. “É uma surpresa para mim! Por mais que se tenha uma trajetória longa, não se imagina o quanto se pode render. Optei por fazer uma composição difícil, mirei num alvo que, de certa forma, me dá muito trabalho para construir. E não se tem garantias de que tudo vai dar certo. Então, é uma alegria! Estou colhendo o que plantei, porque não é fácil”, afirmou.
,
Apesar dos elogios, Leticia não tira o pé do chão.  “Estou trabalhando muito, comprometida, mas sei que o jogo não está ganho. E fico nervosa, na expectativa de o que vem pela frente. Porque Rosa tem uma vida bem dramática, né? Ela está sofrendo, e eu sofro junto, porque estou me dedicando aos conflitos dela. Minha vida está ótima, mas eu tenho que resolver as coisas de Rosa e fazer essa menina feliz”, analisou Leticia.
Sobre o triângulo amoroso que sua personagem vive com Ícaro (Chay Suede) e Valentim (Danilo Mesquita), ela comentou: “Rosa ama os dois, e, na internet, a torcida está bem dividida. Ainda bem que eu, Leticia, não tenho que escolher, porque a parada vai ser dura. Assim como será para ela descobrir que Valentim foi sequestrado. Será um choque absoluto para Rosa, que vai querer contar para ele”, garantiu a atriz.
Questionada sobre as cenas quentes com Chay Suede, ela afirmou: “É uma história de amor, romance. Acho belo. Rosa me ensina a pensar na sexualidade de maneira mais saudável, menos preconceituosa e hipócrita. E é orgânico, um casal jovem que se ama, tem uma química louca… O espectador merece que a gente conte essa história de um jeito honesto e verdadeiro”.
Como já foi mencionado, o sucesso nas ruas é absoluto e Leticia tem sido abordada por onde passa. “Elas chegam sempre contando a história em terceira pessoa. Então, não sei se são conhecidas ou se são elas mesmas, só que não querem assumir. A vida de Rosa é um tabu, apesar de ela ter uma opinião livre sobre a profissão dela. Mas a discussão está rolando, e fico feliz de as pessoas, pelo menos na internet, terem acolhido minha personagem, enxergado com respeito a opinião dela e entendido o posicionamento de querer trabalhar com isso”.